Melatonina: o que é e quais os seus benefícios?

1539

Você já notou que o sono costuma vir muito mais fácil quando estamos no escuro? Isso acontece porque o corpo humano produz naturalmente um hormônio chamado melatonina, que tem como função primordial regular nosso ciclo circadiano, promover o bom funcionamento do nosso organismo e também atuar como antioxidante.

Esse hormônio é gerado pela glândula pineal, que só é ativada quando não há estímulos luminosos por perto. Entretanto, a produção de melatonina também pode ser obtida através da suplementação alimentar sugerida por orientação médica. Ao passo que ficamos mais velhos, a produção de melatonina diminui e distúrbios do sono se tornam mais comuns entre adultos e idosos.

Importância da melatonina

Quando estamos nos preparando para dormir, é importante evitarmos qualquer tipo de luminosidade, estímulos sonoros ou aromáticos que possam acelerar o metabolismo e diminuir a produção de melatonina. Quando em alta, esse hormônio pode gerar diversos benefícios para o sono.

Qualidade de sono

De acordo com pesquisadores, a presença da melatonina contribui para uma melhor qualidade de sono e diminuição da insônia. Como esse hormônio ajuda a aumentar o tempo total de descanso e diminuir o tempo necessário para adormecer, é normal que o corpo se sinta plenamente repousado no dia seguinte.

Depressão sazonal

Principalmente durante o inverno, as pessoas podem apresentar sintomas de depressão sazonal. Isto é, sinais de tristeza, sono em excesso, aumento de apetite e dificuldade de concentração se tornam mais frequentes. Esse transtorno acontece principalmente com pessoas que vivem em regiões de inverno prolongado e que observam diminuição na produção de serotonina e melatonina.

Neste caso, a ingestão de melatonina pode ajudar a regular o ritmo circadiano e acabar com a ameaça da depressão sazonal.

Acidez no estômago

Pessoas que sofrem com refluxo gastroesofágico podem se beneficiar da melatonina, visto que o hormônio ajuda na redução da produção de ácido no estômago e de óxido nítrico, que causa o relaxamento do esfíncter do esôfago. Sendo assim, a melatonina pode aparecer como uma substância auxiliar no tratamento do problema.

Ação antioxidante

Por ser antioxidante, a melatonina contribui para o fortalecimento do sistema imune, ajuda a prevenir diversas doenças e a controlar doenças psicológicas e relacionadas ao sistema nervoso. Por esse motivo, pode ser usada no tratamento de glaucoma, retinopatia, degeneração macular, enxaqueca e outras mais.

Medicação prescrita

Como dito anteriormente, a melatonina é um hormônio produzido naturalmente pelo corpo, mas pode sofrer uma redução no organismo devido ao envelhecimento ou exposição prolongada à luminosidade. Por esse motivo, é possível que ela apareça sendo recomendada por médicos como suplementação, como o Melatonin, ou medicamentos, como a Melatonina DHEA.

Vale ressaltar, no entanto, que esse tipo de medicamento só deve ser consumido após a consulta com um especialista. Uma boa alternativa para quem está buscando aumentar a concentração de melatonina no organismo é consumir alimentos que contribuam para a sua produção, como arroz integral, banana, nozes, laranja e espinafre. 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/lagunainfoco

Fonte: Megacurioso

Comments

comments