Carlos Moisés dá início ao desassoreamento da Barra do Camacho, em Jaguaruna

502

Numa sombra à margem da Barra do Camacho, no limite entre Laguna e Jaguaruna, uma tábua com uma prece escrita à mão reflete o sentimento geral da comunidade: “Não pesquei mais nada, preciso muito pescar. Meu Deus, ajuda-nos a abrir esta barra”. Ciente do anseio histórico dos pescadores, o governador Carlos Moisés esteve no Camacho na manhã desta sexta-feira, 7, para determinar o início do desassoreamento do canal, obra que renovará o estoque de pescados na lagoa e a esperança de pelo menos 1.500 famílias que vivem da atividade pesqueira.

“Hoje a gente inicia a retirada da areia do canal, o desassoreamento, que vai dar vida à lagoa e melhorar as condições para os pescadores. Também vamos fazer o enrocamento, que vai avançar mais mar adentro e também aqui na retroárea, onde há muita areia, garantindo mais estabilidade para todo o trabalho”, detalhou o governador. “Costumo dizer que a gente conhece as árvores pelos frutos. Aqui não é preciso dizer mais nada, é só ver as coisas acontecendo”, concluiu Carlos Moisés.

De acordo com o governador, um passo seguinte após as obras será permitir a extração de areia do leito da barra para comércio, desde que com todas as licenças ambientais necessárias, de modo a manter o canal sempre desassoreado.

Esperanças renovadas

Antes da chegada do governador a Jaguaruna, na véspera, a draga e o maquinário instalados no leito do canal já eram o centro das atenções, assunto das conversas e alvo de fotos e olhares. “Aqui é como se fosse a maior empresa de Jaguaruna. A barra fechada é como se a empresa estivesse falida. Agora é como se o governador estivesse recuperando essa empresa. Para nós, é um sonho antigo. No passado só se fazia a política da fome, promessas, mas agora está virando realidade”, reconheceu o pescador Jaime Mariano Porto, conhecido na localidade como Pitbull.

“O Moisés está fazendo um bom investimento aqui em Jaguaruna e vai conseguir abrir a barra do Camacho”, acredita o pescador Jucélio Procópio Luiz, o Celinho, que também passou muitos anos ouvindo promessas e agora está vendo a realidade se concretizar.

O Governo do Estado destinou mais de R$ 10 milhões para o desassoreamento (dragagem do canal) e o enrocamento (colocação de barreiras de pedra nas margens da barra). A obra permitirá a renovação das águas da lagoa e, consequentemente, a manutenção da atividade pesqueira da região. O desassoreamento do canal também significa boas condições para o plantio do arroz em uma grande área, além de ser uma questão de Defesa Civil, uma vez que o canal serve como meio para escoamento das águas, evitando a ocorrência de enchentes.

“Estamos aguardando há uns 20 ou 25 anos. O pessoal está bem ansioso, na expectativa de voltarem os pescados para a lagoa. Tanto almejamos essa obra, que agora está sendo cumprida pelo Governo do Estado”, avalia o pescador Cristiano Oliveira.

No que diz respeito ao enrocamento, outra etapa importante para garantir o fluxo de água do mar para a lagoa, o município já concluiu a licitação e assinará o contrato nos próximos dias, no valor de R$ 4,3 milhões.

“Nossa licitação economizou R$ 3 milhões, e esse valor será reaplicado na Barra do Camacho. Esta é uma vitória de todos que trabalharam juntos e essa semente plantada já está dando frutos”, comentou o prefeito de Jaguaruna, Laerte Silva dos Santos.

Na avaliação do secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, esta é mais uma entre incontáveis ações do Governo do Estado no Sul de Santa Catarina. “Muitas pessoas somaram, mas se não houvesse a decisão do governador nada disso seria realidade hoje. O projeto saiu das mãos da equipe da Amurel e o nosso time da SIE, junto com o da Prefeitura, fez avançar da forma mais rápida possível”, lembrou.

Pavimentação em Treze de Maio

O município de Jaguaruna não foi o único beneficiado com a agenda de trabalho do governador no Sul de Santa Catarina nesta sexta. Na ocasião, também foi assinada a ordem de serviço para a pavimentação da rodovia municipal José Meneghel, em Treze de Maio. A via passa pelos bairros Vila Maria, São Roque e Santa Cruz, até o limite com Pedras Grandes, nas proximidades da localidade de Azambuja, onde já está em andamento a pavimentação da Rodovia da Imigração, até a área central de Pedras Grandes, também com recursos do Governo do Estado.

A obra será realizada pelo município, com R$ 4,75 milhões destinados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade. O prefeito de Treze de Maio, Jailso Bardini, assinou a ordem de serviço e os trabalhos já podem ter início. Do montante investido, R$ 4,5 milhões são por iniciativa do Governo do Estado, R$ 250 mil são provenientes de emenda do deputado estadual Volnei Weber e R$ 1,8 mil será aplicado pelo município.

Aumento dos ressarcimentos a guarda-vidas e bombeiros comunitários

O governador também assinou, em Jaguaruna, o decreto que aumenta em 15,56% o valor dos ressarcimentos para os guarda-vidas civis e bombeiros comunitários, que receberão até R$ 208 por dia de trabalho.

Também participaram dos atos a vice-governadora Daniela Cristina Reinehr, os deputados estaduais José Milton Scheffer, Felipe Estevão, Jair Miotto, Onir Mocellin, Paulinha, Volnei Weber, secretários estaduais Márcio Ferreira (Secretaria Geral de Governo), André Motta Ribeiro (Saúde), Lucas Esmeraldino (Articulação Nacional), Renê Meneses (presidente da Santur), e Alexandre Martins (adjunto da Infraestrutura e Mobilidade), Ricardo Miotto (adjunto da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural), comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Marcos Aurélio Barcelos, prefeito de Laguna, Samir Ahmad, prefeitos, vices e vereadores de todo o Sul e a comunidade local.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/lagunainfoco

Fonte: Agência Brasil

Comments

comments