Adiantamento de construção de passarela em Laguna impactará na tarifa de pedágio, diz ANTT

1266

Execução era prevista para o oitavo ano da concessão. Os projetos de engenharia estão contratados e assim que finalizados, aprovados e autorizada a execução pela ANTT, as obras serão concluídas em seis meses.

A CCR – Via Costeira, concessionária do trecho Sul da BR-101, garantiu o atendimento às reivindicações da comunidade de Nova Fazenda, de Laguna, adiantando a execução de passarela no km 298 da rodovia, mas o representante da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) alertou que o adiantamento impactará na tarifa de pedágio.

As informações foram prestadas durante reunião da Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia da Assembleia Legislativa, realizada na tarde desta segunda-feira (5), sob a presidência do deputado Jair Miotto (PSC).

De acordo com Antonio Batista Borba, corretor de imóveis e representante do bairro Nova Fazenda, a comunidade reivindicou junto a CCR serviços de drenagem no local, construção de pontos de ônibus, prolongamento da estrada vicinal, construção de passarela e isenção de pedágio para os moradores.

Em resposta, a representante da CCR, Simone Suzzin, afirmou que as obras de drenagem já foram executadas; que das 46 famílias cadastradas, 34 apresentaram documentações dos veículos para a isenção do pedágio; e que a estrada vicinal terá prolongamento de cerca de 300 metros, com mão dupla.

No caso da passarela e dos pontos de ônibus, Suzzin informou que a CCR decidiu adiantar a execução, prevista para o oitavo ano da concessão, e que os projetos de engenharia estão contratados e assim que finalizados, aprovados e autorizada a execução pela ANTT, as obras serão concluídas em seis meses.

O superintendente de Infraestrutura Rodoviária da ANTT, André Freire, confirmou a existência de um protocolo na Agência pedindo a antecipação desses investimentos.

“O pedido vai seguir o rito regulatório normal e quem vai decidir ao final se pode ou não é diretoria colegiada da ANTT”, declarou Freire, acrescentando que a antecipação das obras implicará em um “incremento da tarifa” de pedágio.

Drenagem
Apesar da CCR noticiar que as obras de drenagem estão concluídas, Antonio Borba pontuou que a drenagem da via no sentido Norte apresenta problemas, inclusive acarretando na poluição da lagoa de Santo Antônio dos Anjos.

O prefeito de Laguna, Samir Azmi Ibrahim, que também participou da reunião, sugeriu uma visita técnica de engenheiro da prefeitura para avaliar as obras de drenagem.

A representante da CCR concordou com a visita e pediu aos líderes da comunidade de Nova Fazenda e servidores da prefeitura de Laguna que avisem a concessionária do dia e hora da visita, para que também os engenheiros da empresa participem da vistoria.

Isenção do pedágio
Cobrada pelo vereador Eduardo “Dudu” Carneiro sobre a ampliação dos casos de isenção, Simone Suzzin prometeu reavaliar a situação, ampliando as isenções para outras famílias da comunidade.

Participação parlamentar
Luciane Carminatti (PT), que participou da reunião virtual, elogiou a disposição da CCR- Via Costeira de ouvir as comunidades, mas ponderou a necessidade de se estabelecer prazos para a conclusão das obras.

“O desafio é de fato sair com prazos concretos. Entendo que as empresas que entram no processo de concessão têm presente as reivindicações das comunidades, que são justas e legítimas, mas a gente precisa avançar nos prazos. Fiquei feliz com o relato da Simone, mostra boa vontade da concessionária”, avaliou Carminatti.

O deputado João Amin (PP), presidente da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano, também acompanhou a reunião virtual da Comissão de Economia.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/lagunainfoco

Comments

comments