Tratamento brasileiro com anticoagulante tem sucesso contra covid

874
Foto: reprodução

O uso de um anticoagulante em pacientes com covid-19 no Brasil apresentou resultados altamente promissores.

Dos 27 pacientes que receberam o tratamento experimental, 25 já estão recuperados e dois permanecem hospitalizados. A terapia foi publicada num dos principais periódicos de medicina do mundo, o BMJ – British Medical Jornal.

O tratamento brasileiro está sendo testado no Hospital Sírio Libanês desde o final de março. Ele foi aplicado também em hospitais da rede municipal de São Paulo, em pessoas entre 39 e 96 anos, alguns deles cardíacos e diabéticos.

O estudo é coordenado pela  pneumologista Elnara Marcia Negri, médica do Sírio e professora de Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, USP.

Elnara Negri diz que os resultados são promissores no tratamento da covid-19 com Heparina, o anticoagulante utilizado nos testes.

Tromboses

De acordo com a especialista, os resultados são positivos mesmo nos pacientes com o quadro grave da doença.

O tratamento ajuda dissolver as tromboses nos pulmões das pessoas infectadas com vírus.

Os coágulos também podem causar obstrução nas veias e artérias e impedir a circulação do oxigênio.

Sobre a pesquisa, Negri  diz que os pacientes foram melhorando progressivamente.

A médica garante que os resultados são mais promissores quando o tratamento é iniciado precocemente.

A medida pode ajudar a evitar que os pacientes precisem de respiradores mecânicos para respirar.

França e Suíça

De acordo com o site ClinicalTrials.gov, vinculado aos Institutos de Saúde dos Estados Unidos, existem dois grandes estudos semelhantes em andamento na Europa.

Na França, um estudo clínico que envolve 808 pacientes vai avaliar a eficácia e a segurança da anticoagulação em pacientes com infecção pelo novo coronavírus.

São pessoas internadas no hospital-escola Cochin, no Europeu Georges Pompidou e no Hospital de Paris, ambos públicos e localizados na capital francesa, e o hospital universitário Louis-Mourier, em Colombes.

Segundo o ClinicalTrials, o estudo teve início no último dia 20 e seu término está previsto para 30 de setembro.

Em Genebra, na Suíca, 200 pacientes de covid-19, internados em hospitais universitários na cidade, participam de um estudo de prevenção da trombose associada à doença causada pelo novo coronavírus, por coágulos sanguíneos e a mortalidade, com uso de anticoagulante em baixas e altas doses de heparina.

Iniciado no dia 14 deste mês, o estudo deve terminar em 30 de novembro.

Assista à entrevista da médica, Dra. Elnara Negri, ao Repórter Brasil, da TV Brasil:

Com informações da Agência Brasil e do BJM

Fonte: sonoticiaboa

Comments

comments