Sobre Escolhas, Tempo e um Deus

5150

Existe uma ampulheta existencial sobre todos nós. Ela é imperceptível, sem peso,sem dor, sem piedade. Enquanto nos alegramos, choramos, alguns grãos se despedem.

Como se isso já não fosse desafiador, também somos esmagados pela necessidade de escolher, de tomar decisões. E não podemos nos enganar: a escolha é necessária. Não passamos um dia sequer sem tomar uma decisão, por mais simples que seja.

Quando atrelamos as duas coisas, o tempo e a decisão, o incômodo é certo. Como se estivéssemos em uma jangada que está sendo puxada para uma grande cascata. Milhões de alternativas passam em nossa mente: tentar nadar contra a correnteza, agarrar algum tronco ou árvore que se estenda, alcançar as margens, aceitar o próprio destino.

Não importa o que aprendemos, o que fizemos ou deixamos de fazer, a cascata está se aproximando e uma escolha precisa ser feita.

Tudo passa. Tudo é validado pela morte, afinal, “…nós nascemos ontem e não sabemos nada. Nossos dias na terra não passam de uma sombra” (Jó 8:9).

Existiria algo na terra que já foi provado pelo tempo? Que não se desgastou ou se esvaiu? Ou então, existiu alguém que provou e vivenciou, propositalmente, cada grão de areia dessa ampulheta existencial?

Esse é o maior desafio, viver propositalmente cada grão de areia, pois o propósito nos livra das dores do acaso, das frustrações que envolvem aqueles que vivem por viver. O acaso é a maldição de quem não sabe tudo (Jó 8:9).

Ao que se apegar, então? No que esperançar? Naquele que nunca foi vítima da ampulheta existencial, pois vivia num lugar atemporal. Naquele que nunca precisou escolher entre o bem e o mal, pois nunca experienciou o pecado. Mas acima de tudo, aquele que “decidiu” ser vítima do “tempo”, para que nós pudéssemos nos salvar da grande cascata que nossas péssimas escolhas nos colocaram.

Se apegar nele, então. No exemplo, no filho, no Deus. Nossos dias na terra “passam como sombra”, mas as suas palavras “jamais passaram” (Mateus 24:35).

avatar

Matheus Simplicio

Matheus Simplício é líder do ministério F5 Laguna e um apaixonado por livros, histórias e cinema. Escreve sobre cultura pop e assuntos do cotidiano através da visão cristã. Faz parte da membresia da igreja A verdade que liberta, a qual serve e ama.

Comments

comments