Home Notícias Política Sibele Estevão fala após repercussão de vídeo

Sibele Estevão fala após repercussão de vídeo

1621
Foto divulgação

A tubaronense Sibele Souza Estevão, esposa do deputado estadual Felipe Estevão (PSL), de Laguna, afirma ter mesmo recebido o convite do deputado federal Daniel Freitas (PSL) para trabalhar em seu gabinete em Brasília, mas que ela não o aceitou, e se manterá junto nos trabalhos de bastidores em apoio ao partido e ao marido. 

O assunto veio à tona após o convite recebido, e, segundo ela, sofreu críticas por parte de algumas pessoas de Laguna, por a acusarem de nepotismo trocado e “terem atitudes machistas”, relata. E, ainda, por duvidarem de sua capacidade profissional.

Sibele chegou a gravar um vídeo nas redes sociais, o qual viralizou e ganhou proporções ainda maiores. No vídeo, ela se mostra bastante indignada com as acusações que sofreu, que tentaram denegrir sua imagem em Laguna. “Gravaram um vídeo dizendo que eu sou um cabide de emprego, que eu quero dinheiro público sem fazer nada. Muito pelo contrário. Eu tenho mérito. Eu fui requisitada, sim, para trabalhar no gabinete do deputado Daniel Freitas, mas não por troca de favores, não por nepotismo trocado, não é favor de gabinete”, afirma.

Com formação técnica em Contabilidade, ela diz que foi por mérito, inclusive por seu trabalho durante a campanha, quando recebeu o convite para trabalhar com Daniel Freitas. “Trabalhei duro entregando panfletos nas ruas, pedindo votos, sem vergonha nenhuma, porque nós somos, sim, a nova política, nós acreditamos, sim, num novo tempo e numa renovação”, pontua no vídeo. 

“Duvidaram da minha capacidade por ser mulher e por ser esposa do Felipe, como se eu não tivesse méritos, capacidade. Eu estou sendo tratada como ‘a mulher do deputado Felipe Estevão’, de forma pejorativa. Sou uma mulher que mora na terra de Anita Garibaldi, uma guerreira, e como ela também sou uma guerreira. Se hoje o Felipe está lá como deputado estadual, eu sou 50% do mandato dele, ele mesmo reconhece isso, por todo meu trabalho”, ressalta.


Trabalho de apoio nos bastidores

Sibele diz que justamente por ser tão unida ao marido é que declinou do convite e não aceitou ir para o gabinete de Daniel Freitas, em Brasília. “O Felipe me pediu que precisava de mim ao lado dele, trabalhando junto, nos bastidores, o apoiando e apoiando o partido no que precisar para fazer o melhor para a população. E é isso que continuarei fazendo. Não sou funcionária de nenhum gabinete, de nenhum deputado, nem do meu marido. Apenas continuarei fazendo o que sei fazer, que é trabalhar duro”, conclui.

Fonte: Diário do Sul

Comments

comments