quarta-feira, dezembro 11, 2019
Home Notícias Geral Prefeito que cancelou carnaval pra investir em educação inaugura escola

Prefeito que cancelou carnaval pra investir em educação inaugura escola

514

‘Eu incentivei a retomada do carnaval nessa cidade, em 2009 e, quando chega 2018, eu preciso vir a público para dizer que está difícil fazer carnaval hoje’, disse o prefeito de Colatina (ES).

Lembra do prefeito de Colatina, no Espírito Santo, que cancelou a festa de carnaval da cidade pra economizar e investir em saúde e educação? Com o dinheiro ‘não gasto’ no carnaval do ano passado Sérgio Meneguelli acaba de inaugurar uma escola rural.

Na época do anúncio, ele publicou um vídeo garantindo que o cancelamento não era pra sempre. “Se na festa do município, em agosto, estivermos em situação melhor com nossos postos equipados e escolas reformadas, podemos pensar em uma programação com os desfiles dentro da festa”, disse.

Meneguelli pediu desculpas pela decisão. “Me perdoem. É triste tirar esse lazer de vocês, mas é por pouco tempo”, concluiu.

“A nossa saúde e nossa educação estão exigindo, neste momento, um tratamento especial. Para que façamos um carnaval como foi no ano passado, eu teria que gastar de R$ 180 a R$ 200 mil e seria uma irresponsabilidade minha usar este dinheiro para fazer desfile de escola de samba, quando em nossos postos, às vezes, faltam material de limpeza”, afirmou ele.

“Certos momentos da vida chegam a ser irônicos. Eu incentivei a retomada do carnaval nessa cidade, em 2009 e, quando chega 2018, eu preciso vir a público para dizer que está difícil fazer carnaval hoje”, disse.

Depois da renúncia da festa, a promessa com o dinheiro economizado foi cumprida.

Meneguelli é chamado de ‘melhor prefeito’ na cidade e é conhecido por ações surpreendentes como aguardar na fila do SUS junto com a população para saber como está sendo o atendimento, almoçar marmitex em camelódromo e muito mais.

A Prefeitura de Colatina divulgou um vídeo que mostra Sérgio Meneguelli inaugurando uma Escola Rural construída com o dinheiro que seria destinado ao desfile de Escolas de Samba no Carnaval de 2019.

Fonte: Diário do Brasil

Comments

comments