No PR: Mulher morre queimada após retirar neto autista de casa tomada pelo fogo

885

A vítima conseguiu salvar o neto, de 4 anos. “Ela morreu de maneira heroica, conseguiu tirar a criança e voltou para buscar alguns pertences”, disse um dos bombeiros.

Uma mulher de 65 anos morreu após sua casa ser destruída por um incêndio nesta quinta-feira (4), em Campo Mourão, no centro-oeste do Paraná. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima conseguiu salvar o neto, de 4 anos, que é autista, antes da residência ser consumida pelas chamas. 

“Ela morreu de maneira heroica, conseguiu tirar a criança de dentro da casa e voltou para buscar alguns pertences”, disse o aspirante André Bueno. Um vizinho da mulher, que tentou ajudá-la, disse aos bombeiros que a idosa tentou retirar o colchão que estava pegando fogo, empurrando para fora do quarto, mas o objeto ficou preso na porta. 

O vizinho contou que, pelo lado de fora, tentou empurrar o colchão de volta, mas teve que sair do local porque acabou queimando a mão e o rosto. Logo depois, ele não viu mais a vizinha.  

A casa era de madeira, o que, segundo o Corpo de Bombeiros, facilita muito a propagação do fogo. “Nessas situações, às vezes dá um desespero de perder dinheiro, carteira, documentos, e acaba voltando para o imóvel. Mas, as pessoas não têm noção da velocidade da propagação do fogo, principalmente nesses casos, casa de madeira com tinta à base de óleo. Às vezes, até a fumaça acaba matando”, explicou o aspirante do Corpo de Bombeiros. 

As causas do incêndio serão investigadas.

Foto: Rafael Silvestrin/Arquivo Pessoal/G1/Divulgação

Fonte: RPC Paraná

Comments

comments