terça-feira, março 26, 2019
Home Colunas Nesse Natal, Seja o Melhor Presente de Alguém

Nesse Natal, Seja o Melhor Presente de Alguém

16573

Dezembro é o mês mais esperado durante o ano. Talvez porque ele traga consigo um certo tipo de alívio para as pessoas, como se fosse um ponto de chegada de uma corrida muito longa e cansativa. Mas, sem dúvidas, umas das coisas que faz o mês de Dezembro ser tão esperado é o Natal.

As cidades ficam mais bonitas, com enfeites, árvores e luzes para todos os cantos. As pessoas começam a se preparar para presentear seus familiares e amigos. Muitas famílias se reúnem para celebrarem a ceia juntos, em comunhão. É realmente uma data que traz muita alegria e esperança. Mas nem todos vivem isso.

Se o Natal é, de fato, um momento que traz esperança, para alguns, o Natal parece nunca chegar. É muito comum vermos pessoas desesperançadas, que não conseguem sentir a alegria que momentos como estes oferecem. E isso só acontece por um motivo: os humanos são seres que recebem “visitas”.

Não, não estou falando das visitas dos parentes ou de velhos conhecidos. Estou falando da capacidade que o nosso coração tem de receber visitas de sentimentos que nunca foram convidados. Afinal, ninguém convida a tristeza para passar uns dias no quarto vago que temos em nosso coração.

Sentimentos ruins são como uma visita indesejável, simplesmente aparecem. Não podemos escapar. Uma pessoa que não consegue se livrar de um sentimento ruim, é apenas alguém que não consegue se livrar de uma visita que nunca foi convidada. Nem mesmo Jesus escapou de ser visitado.

Quando estava no Getsêmani, Cristo foi visitado por uma angústia terrível. Ele sabia que seu sacrifício estava próximo. Ele já conseguia sentir o peso da Cruz em seus ombros. Existia um sentimento dentro dele muito ruim, que não havia sido convidado. Mas seu amor por nós foi mais forte que sua angústia.

Devemos lembrar disso toda vez que nossas visitas indesejáveis não quiserem sair. O amor de Jesus supera qualquer angústia ou medo. E João já falava sobre isso em sua primeira carta.

1 João 4:18a diz: “No amor não existe receio; antes, o perfeito amor lança fora todo medo.”

Você não precisa mais ter medo. O amor de Cristo é capaz de “lançar fora” todo e qualquer sentimento que esteja te impedindo de ser feliz. O Natal pode até ser lembrado como o nascimento de Jesus, mas também é o nascimento da sua esperança. É o nascimento do único que pode fazer com que as visitas indesejáveis saiam do nosso coração.

Falando em esperança, existe algo muito interessante sobre ela. Esperança não é algo que sentimos. Esperança é algo que exalamos. Jesus não trouxe a esperança, ele É a esperança. Ou seja, a partir do momento em que recebemos a “visita” da esperança, podemos ser a visita esperançosa de alguém.

É isso que Jesus faz. Ele nos inspira a compartilharmos as coisas boas que existem em nós. Ele nos ensina que podemos ser a visita que algumas pessoas tanto esperam. Mas para que isso aconteça, precisamos tomar uma grande decisão: amar. O mundo está sem esperança porque as pessoas não decidem mais amar. Mas isso não precisa ser assim. A mudança pode acontecer através de você, leitor. Você pode ser a melhor visita que alguém já recebeu.

Que assim como Jesus, possamos tomar a decisão de amar. Que através de nós, a esperança seja entregue, pois se existir mais decisões de amar, existirão mais decisões de continuar. Decida, leitor. Você pode ser o melhor presente que alguém pode receber nesse Natal.

Cristo em mim a esperança da glória. (Colossenses 1:27) 

Matheus Simplicio
Colunista
Email: matheus_simplicio@hotmail.com

Matheus Simplício é líder do ministério F5 Laguna é um apaixonado por livros, histórias e cinema. Escreve sobre cultura pop e assuntos do cotidiano através da visão cristã. Faz parte da membresia da igreja A verdade que liberta, a qual serve e ama.

Your name: *
Your phone: *
Your e-mail: *
Contact Preference:
Title of Message: *
Text: *
Our company collects this data to be able to provide services to you. We process this data according to our Privacy Policy. If you consent to our usage of your data, click this checkbox.

Comments

comments