Home Notícias Geral Mulher morre depois de tomar remédios que comprou em farmácia de manipulação

Mulher morre depois de tomar remédios que comprou em farmácia de manipulação

392

A polícia investiga o caso e uma das hipóteses é de que ela morreu por ingerir remédios errados que foram trocados na hora da entrega.

O responsável por uma farmácia de manipulação de Lauro Müller pode ser acusado por homicídio culposo, aquele em que não há a intenção de matar. Isto porque uma mulher, de 47 anos, residente do município, morreu, nesta semana, possivelmente por estar ingerindo remédios errados que foram trocados na hora da entrega. De acordo com delegado da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) de Criciúma, Fernando Possamai, a vítima sofria de problemas de pressão e tomava remédios controlados que, no entanto, pararam de surtir efeitos nos últimos dias.

Conforme Possamai, para que a investigação continue é preciso que os laudos do Instituto Médico Legal (IML) de Criciúma apontem, de fato, a causa da morte. “Temos poucas informações. Suspeita-se que os remédios tenham sido trocados sem querer na farmácia. Desta forma, a linha de investigação pode seguir dois caminhos: ou ela morreu pela falta do remédio controlado ou porque o que foi lhe dado causou alguma reação”, aponta o delegado.

O delegado ainda explica que, caso seja confirmado que o remédio foi trocado, o responsável pela farmácia será indiciado por homicídio culposo. “Temos informações de que os responsáveis pela farmácia, cientes do erro, ajudaram a mulher a ser transferida do Hospital de Lauro Müller para o São José, em Criciúma, contudo, tarde demais”, acrescenta.

A investigação será realizada pela delegacia de Polícia Civil de Lauro Müller. O delegado Túlio Falcão, que substitui a delegada da cidade que está em férias, afirmou que ainda não recebeu as informações, mas que dará celeridade às investigações.

Comments

comments