Home Notícias Geral Mais de 14 mil pontos ficaram sem luz em Tubarão

Mais de 14 mil pontos ficaram sem luz em Tubarão

2179
Foto: Divulgação / DS

A forte chuva que atingiu Tubarão na tarde de ontem, além de assustar a população – que foi pega de surpresa -, deixou milhares de casas e estabelecimentos comerciais sem energia elétrica e chegou a alagar algumas ruas da cidade.

De acordo com o engenheiro da Celesc, Claudionor Souza dos Santos, ao todo 14 mil unidades consumidoras ficaram sem luz, mas a energia foi restabelecida totalmente em pouco mais de uma hora. “Houve descargas elétricas em algumas redes e a queda na energia se dá como uma proteção do sistema elétrico, para evitar algo mais grave, como queda de um cabo energizado, por exemplo. A falta de energia nestes casos já é esperada e considerada normal”, explica.

O engenheiro ainda acrescenta que, logo em seguida, a energia já foi sendo restabelecida, passando de 14 mil unidades consumidoras para apenas três mil em pouco mais de meia hora. “Em alguns casos, o restabelecimento da energia pode ser feita diretamente da central, e onde foi necessária a presença dos nossos técnicos, eles foram atender”, completa.

O coordenador da Defesa Civil de Tubarão, Djalma Alves, diz que, além de pontos de alagamentos em algumas ruas, não houve nenhum registro mais grave. “Saímos para fazer a averiguação da situação. Foram ocorrências pontuais de alagamentos, ocasionados, principalmente, pelo entupimento de bocas de lobo.

Diversas outras ruas do Centro também registraram pontos de alagamento, mas sem interrupção do tráfego, que ficou mais complicado no momento da chuva forte e com a falta de energia elétrica, que desligou os semáforos. A Guarda Municipal chegou em seguida para fazer a orientação do trânsito nestes locais.

Foto: Divulgação / DS

Troca de tubulações

Na Avenida Pedro Zappelini o coordenador da Defesa Civil, Djalma Alves, diz que pode averiguar que a tubulação precisa ser reestruturada, “pois é antiga e não comporta mais o crescimento do local”, avalia. Djalma diz que um relatório será entregue ao prefeito Joares Ponticelli atestando a situação e solicitando à Secretaria de Infraestrutura que avalie a possibilidade da troca destas tubulações, para evitar novos alagamentos.

Com informações do jornal Diário do Sul

Comments

comments