Economia

Economia (22)

FGTS poderá ser solicitado por 0800

Os tubaronenses que tiveram danos em suas residências, causados pelo vendaval do dia 16 de outubro, estão perto de receber uma ajuda importante – a liberação dos recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço - FGTS. A partir de segunda-feira, as pessoas que moram em locais que constam na lista divulgada pela prefeitura de Tubarão poderão fazer o pedido, inclusive via telefone.

“É algo que será disponibilizado para agilizar a liberação. Na segunda-feira, moradores dos locais que estão na lista da prefeitura podem fazer contato pelo 0800-7260207, opção 3, e fazer a solicitação. Com isso, será feita a análise dos dados e, se tudo estiver correto, os recursos ficarão disponíveis em cinco dias úteis, na conta da Caixa, caso a pessoa seja cliente, ou no cartão cidadão”, explica o gerente geral da Caixa, Bruno Piva Búrigo.

Nos próximos dias, a Caixa também vai realizar a divulgação do calendário completo de como vai funcionar o processo de liberação dos recursos. “O atendimento presencial será feito na Arena Multiuso, isso está definido, mas ainda há detalhes para serem acertados. De qualquer forma, o pedido por telefone pode acelerar o processo para as pessoas que estão com mais urgência”, aponta.

Bruno destaca que o benefício é voltado para as pessoas que tiveram prejuízos em suas residências com o vendaval e que a comprovação desses pode ser exigida. A listagem completa das ruas e localidades atingidas e das quais os moradores poderão receber o benefício está disponível no site do município de Tubarão.

Detalhes

Se o titular tiver mais de uma conta ativa do FGTS, ele poderá sacar das duas e todos que residam na mesma residência e que tenham direito ao saque. O valor do saque é de até R$ 6.220,00, mas a retirada fica restrita ao valor constante na conta de cada pessoa. Se o trabalhador tiver apenas R$ 1.000,00 na conta, o cadastrado não poderá sacar além deste valor.

Com informações do Jornal Diário do Sul

Relatório de danos causados por vendaval em Tubarão é entregue à Caixa

Hoje completa um mês que um vendaval com rajadas de até 220 km/h atingiu Tubarão e região, deixando marcas profundas. Casas foram destruídas, comércios destelhados, plantações devastadas, famílias enlutadas. O fenômeno climático ficou marcado na memória de milhares de pessoas que presenciaram a força da natureza em uma tarde de domingo onde a temperatura e sensação térmica beiraram os 40ºC.

Apesar do susto e dos prejuízos, as famílias seguem a vida com determinação e com foco na reconstrução. Para isso, muitos aguardam a liberação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço - FGTS. A prefeitura da Cidade Azul entregou, nesta segunda-feira, a relação oficial de ruas atingidas pelo vendaval ocorrido no dia 16 de outubro.

A lista foi elaborada com base nas informações repassadas ao município pelos próprios moradores, que puderam, presencialmente ou via internet, informar os danos sofridos pelo fenômeno. Os dados foram entregues pela secretária de Proteção e Defesa Civil, Elna Fátima Pires, ao gerente-geral da agência central da Caixa Econômica Federal, Bruno Piva.

Com base nessas informações, o banco deverá anunciar, nos próximos dias, os procedimentos para que os trabalhadores que residem em locais atingidos possam sacar o FGTS de direito, até o valor máximo de R$ 6.220,00 por conta.

Ponto de atendimento é definido, na Arena

Já está definido que o ponto de atendimento aos cidadãos cadastrados para a retirada do FGTS, em Tubarão, será na Arena Multiuso. Os moradores de áreas atingidas devem reunir comprovantes de residência e documentos pessoais. O direito ao saque baseia-se no Decreto Federal 5113/2004, que estabelece, em seu Art. 1º: “O titular de conta vinculada do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que resida em área do Distrito Federal ou de município, em situação de emergência ou estado de calamidade pública objeto de decreto do respectivo governo, poderá movimentar a referida conta por motivo de necessidade pessoal, cuja urgência e gravidade decorram de desastre natural”.

A Caixa ainda definirá como tratar alguns casos específicos, como os de prédios que ficam localizados em ruas elencadas. Moradores de casas atingidas, e cuja localização não consta na lista, como casas sem número, também poderão solicitar a inclusão.

A orientação aos moradores é de que guardem as evidências dos danos sofridos em suas residências, como fotografias, vídeos e notas fiscais de produtos adquiridos para fazer os reparos. Elas poderão ser solicitadas a qualquer momento. As próximas orientações serão publicadas nos próximos dias no site: tubarao.sc.gov.br.

Situação de emergência decretada: Pedras Grandes inicia cadastro de danos e também vai liberar FGTS

Após assinatura do decreto municipal nº 435, de 20 de outubro de 2016, que oficializou a situação de emergência em Pedras Grandes, por 180 dias, a Defesa Civil da cidade, a pedido da Caixa Econômica Federal, iniciou o cadastro de danos para a liberação do FGTS aos atingidos pelo fenômeno climático.

A inscrição iniciou nesta segunda-feira e prossegue até o próximo dia 28. De acordo com o coordenador de Defesa Civil de Pedras Grandes, Adson Batista Medeiros, os prejudicados pelo acontecimento climático devem preencher uma ficha de cadastro na prefeitura. “Tivemos algumas dificuldades para agilizar o processo e agora iniciamos o relatório. Após o levantamento dos dados, vamos fazer uma triagem e entregar as informações à Caixa para a liberação do FGTS”, detalha Adson.

Ele orienta que o cidadão a ir com seus documentos e de três fotos: duas que registrem os danos e uma da fachada da casa atingida, preferencialmente que apareça o número da residência. “Para aqueles que já concertaram os danos, devem levar uma foto da fachada da casa, uma cópia da nota fiscal do valor investido e uma foto do local arrumado”, ensina o coordenador de Defesa Civil.

A expectativa é que ainda este ano o benefício seja liberado. O cadastro será realizado de segunda a sexta-feira, das 8 às 13 horas, na prefeitura. Para outras informações, basta contatar os telefones (48) 3659-3000 ou (48) 99966-0058.

Com informações do Jornal Notisul

Ministério Público Federal aponta 336 suspeitos de fraude na Amurel

Entre empresários, falecidos e servidores públicos, o Ministério Público Federal (MPF) identificou 366 casos suspeitos de fraude em beneficiários do Programa Bolsa Família em 16 municípios da Amurel, somando um valor pago de R$ 1.316.020,00.

O levantamento feito pelo MPF compreende o período de janeiro de 2013 a maio de 2016 e diagnosticou que, pelo menos, 7,6 mil dos 256,9 mil beneficiários do Bolsa Família em Santa Catarina são considerados perfis suspeitos e não cumprem requisitos do programa.

O órgão desenvolveu uma ferramenta de inteligência para apurar possíveis irregularidades em relação aos critérios legais de renda para inclusão de pessoas no programa. O MPF cruzou dados do governo federal, Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Receita Federal e tribunais de contas estaduais e municipais.

Entre os 18 municípios da Amurel, apenas Rio Fortuna e Santa Rosa de Lima não tiveram casos de irregularidades suspeitos. Os casos foram classificados em cinco grupos: falecidos, servidores públicos com mais de quatro pessoas na família, doadores de campanha, empresários e servidores que doaram para campanhas.

Em Tubarão, foram identificados 57 empresários suspeitos, que recebem ao todo R$ 178.902,00 e um falecido, que soma R$ 5.736,00. Imbituba soma o maior valor de casos suspeitos de fraudes – seriam 103 empresários recebendo R$ 430.931,00; cinco falecidos com um valor de R$ 3.565,00 e 12 servidores de até quatro pessoas recebendo R$ 27.003,00.

Em Laguna, os dados apontam 33 empresários (R$ 125.598,00), um falecido (R$ 1.488,00) e um servidor (R$ 3.744,00). Braço do Norte teria 26 empresários (R$ 110.644,00) e um servidor (R$ 735,00).

Os dados do MPF não apontam publicamente o nome dos beneficiários suspeitos de irregularidades.

Sem irregularidades

O diagnóstico do MPF mostra que Santa Catarina faz parte da lista de quatro Estados (junto com RS, SP e MG) nos quais algum município está livre de suspeitas – entre os quais, dois da Amurel: Rio Fortuna e Santa Rosa de Lima. Iratí, Benedito Novo, Iomerê e Braço do Trombudo completam a lista das cidades catarinenses onde não foram apontadas suspeitas de fraude.

Com informações do Jornal Diário do Sul

c90ba31ac3a7d68b77dc163b53cdb58f

 

Petrobras anuncia nova queda no preço da gasolina e do diesel nas refinarias

A Petrobras anunciou nesta terça-feira (8) uma nova redução dos preços da gasolina e do diesel nas refinarias. A queda do preço do diesel será de 10,4% do e da gasolina, de 3,1%. Em outubro, a Petrobras já havia reduzido o preço da gasolina e do diesel, na primeira queda desde 2009. No entanto, a redução não foi passada pelos postos aos consumidores.

Segundo a Petrobras, se a redução desta terça for integralmente repassado nas bombas ao consumidor final, o preço do diesel pode cair 6,6%, ou cerca de R$ 0,20 por litro. Já o efeito sobre os preços da gasolina seria de queda de 1,3% ou R$ 0,05 por litro.

A empresa, no entanto, lembra que a queda do preço para o consumidor final não é direta, e "dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de petróleo, especialmente distribuidoras e postos de combustíveis".

Em outubro, quando a Petrobras anunciou a primeira redução, o presidente da estatal, Pedro Parente, já havia adiantado que novas reduções poderiam ser anunciadas. "Pode-se esperar um maior número de reajustes. A expectativa é que a gente possa fazer uma avaliação mais rápida dos nossos preços", disse na ocasião.

Nesta terça, a Petrobras informou que metodologia definida pela empresa "prevê a revisão dos preços cobrados nas refinarias pelo menos uma vez por mês", com objetivo de "implementar uma política de preços competitivos que reflita os movimentos do mercado internacional de petróleo em períodos mais curtos".

Veja abaixo a íntegra da nota da Petrobras:

"De acordo com a política de preços anunciada pela Petrobras no dia 14/10/2016, o Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) se reuniu na tarde de hoje e decidiu reduzir o preço do diesel nas refinarias em 10,4% e da gasolina em 3,1%.

A combinação de queda no preço do petróleo e derivados entre o dia 14/10 e hoje, que chega a 12,1%, e a redução da participação da companhia nas vendas ao mercado interno têm impactos sobre o nível de utilização dos ativos da Petrobras, especialmente no refino, sobre os níveis de estoques e também sobre os fluxos de importação e exportação. Essas variáveis justificaram uma correção maior nos preços do diesel que na gasolina.

A metodologia definida pela Petrobras prevê a revisão dos preços cobrados nas refinarias pelo menos uma vez por mês após análise do comitê formado pelo presidente da companhia, o diretor de Refino e Gás Natural e o diretor Financeiro e de Relação com Investidores.

O objetivo é fazer com que a Petrobras possa implementar uma política de preços competitivos que reflita os movimentos do mercado internacional de petróleo em períodos mais curtos.

Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas pela Petrobras nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de petróleo, especialmente distribuidoras e postos de combustíveis. Se o ajuste feito hoje for integralmente repassado, o diesel pode cair 6,6% ou cerca de R$ 0,20 por litro, e a gasolina 1,3% ou R$ 0,05 por litro."

Com informações do site G1.Globo

CasaPronta 2016 abre as portas nesta quarta-feira

Feira segue até domingo no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti e conta com 185 expositores nos ramos de construção, mobiliário e decoração.

Móveis, objetos de decoração e até mesmo casas tomam o espaço do Pavilhão de Exposições José Ijair Conti, em Criciúma. A Feira CasaPronta chega à 14ª edição com a expectativa de receber mais de 65 mil visitantes desta quarta-feira (19) até domingo (23). No total, 185 empresas expositoras oferecem ao público tudo o que há de tendência nos setores de construção, mobiliário e decoração.

Consolidada como a maior feira do setor de Santa Catarina, a CasaPronta Criciúma recebe expositores do Estado e também do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. “Além de movimentar diretamente os setores da construção, mobiliário e decoração, a CasaPronta também movimenta a economia de Criciúma proporcionando uma ocupação maior na rede hoteleira e também em restaurantes”, enfatiza a diretora da NossaCasa Feiras e Eventos e organizadora da feira, Jaqueline Backes.

Todo o espaço do pavilhão de exposições está ocupado e a cada ano é perceptível a melhora na qualidade dos estandes. “Os expositores trazem o que tem de melhor para a CasaPronta. O público irá encontrar aqui tudo o que precisa desde a construção até a decoração da casa, além de contar com a Caixa Econômica Federal que estará apresentando as linhas de créditos imobiliários”, relata Jaqueline.

Salão de Negócios

Um dos destaques do evento é o Salão de Negócios, promovido em parceria com a Acomac-Sul (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Região Sul de Santa Catarina). Segundo o diretor Júlio João Pereira, é uma grande oportunidade para as empresas participantes. “Os lojistas devem se preparar, pois será uma oportunidade especial para fazer negócio com os fornecedores. Haverá descontos diferenciados, além de prêmios e outras promoções”, comenta.

No sábado, estarão reunidos no local representantes de todo o Estado no encontro promovido pela Fecomac (Federação das Associações dos Comerciantes de Materiais de Construção).

Novidades em 2016

A CasaPronta deste ano está com novidades. Uma delas é a conscientização ambiental. A empresa Eco Júnior, promovida por estudantes da Unesc, estará presente fomentando a conscientização de quem passar pelo local, além de dar destinação correta para os resíduos acumulados durante os dias de evento.

Outra novidade é a parceria com a Cruz Vermelha. Para ter acesso ao estacionamento do Pavilhão de Exposições José Ijair Conti será solicitada a doação de um quilo de alimento não perecível. Os donativos serão distribuídos pela Cruz Vermelha e Polícia Civil para entidades beneficentes da região de Criciúma.

Para a entrada na feira, os expositores estão distribuíram convites-ingressos, quem não receber pode adquirir pelo valor de R$ 5 no local. Crianças menores de 12 anos não pagam, mas precisam estar acompanhadas de um adulto.

A CasaPronta acontece entre os dias 19 e 23 de outubro. De quarta a sexta-feira, está aberta das 17 às 22 horas, no sábado, das 14 às 22 horas, e, no domingo, das 14 às 18 horas. A abertura oficial é na quarta, às 19h30min.

Colaboração: Francieli Oliveira / Ápice Comunicação

Feira segue até domingo no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti e conta com 185 expositores nos ramos de construção, mobiliário e decoração.

Móveis, objetos de decoração e até mesmo casas tomam o espaço do Pavilhão de Exposições José Ijair Conti, em Criciúma. A Feira CasaPronta chega à 14ª edição com a expectativa de receber mais de 65 mil visitantes desta quarta-feira (19) até domingo (23). No total, 185 empresas expositoras oferecem ao público tudo o que há de tendência nos setores de construção, mobiliário e decoração.

Consolidada como a maior feira do setor de Santa Catarina, a CasaPronta Criciúma recebe expositores do Estado e também do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. “Além de movimentar diretamente os setores da construção, mobiliário e decoração, a CasaPronta também movimenta a economia de Criciúma proporcionando uma ocupação maior na rede hoteleira e também em restaurantes”, enfatiza a diretora da NossaCasa Feiras e Eventos e organizadora da feira, Jaqueline Backes.

Todo o espaço do pavilhão de exposições está ocupado e a cada ano é perceptível a melhora na qualidade dos estandes. “Os expositores trazem o que tem de melhor para a CasaPronta. O público irá encontrar aqui tudo o que precisa desde a construção até a decoração da casa, além de contar com a Caixa Econômica Federal que estará apresentando as linhas de créditos imobiliários”, relata Jaqueline.

Salão de Negócios

Um dos destaques do evento é o Salão de Negócios, promovido em parceria com a Acomac-Sul (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Região Sul de Santa Catarina). Segundo o diretor Júlio João Pereira, é uma grande oportunidade para as empresas participantes. “Os lojistas devem se preparar, pois será uma oportunidade especial para fazer negócio com os fornecedores. Haverá descontos diferenciados, além de prêmios e outras promoções”, comenta.

No sábado, estarão reunidos no local representantes de todo o Estado no encontro promovido pela Fecomac (Federação das Associações dos Comerciantes de Materiais de Construção).

Novidades em 2016

A CasaPronta deste ano está com novidades. Uma delas é a conscientização ambiental. A empresa Eco Júnior, promovida por estudantes da Unesc, estará presente fomentando a conscientização de quem passar pelo local, além de dar destinação correta para os resíduos acumulados durante os dias de evento.

Outra novidade é a parceria com a Cruz Vermelha. Para ter acesso ao estacionamento do Pavilhão de Exposições José Ijair Conti será solicitada a doação de um quilo de alimento não perecível. Os donativos serão distribuídos pela Cruz Vermelha e Polícia Civil para entidades beneficentes da região de Criciúma.

Para a entrada na feira, os expositores estão distribuíram convites-ingressos, quem não receber pode adquirir pelo valor de R$ 5 no local. Crianças menores de 12 anos não pagam, mas precisam estar acompanhadas de um adulto.

A CasaPronta acontece entre os dias 19 e 23 de outubro. De quarta a sexta-feira, está aberta das 17 às 22 horas, no sábado, das 14 às 22 horas, e, no domingo, das 14 às 18 horas. A abertura oficial é na quarta, às 19h30min.

Colaboração: Francieli Oliveira / Ápice Comunicação

Espumantes dos Vales da Uva Goethe será destaque a partir desta sexta-feira em Urussanga

O Núcleo de Turismo da Associação Empresarial de Urussanga, a ACIU promove nos próximos dias 14,15 e 16 de outubro o 4º Circuito Enogastronomico Espumantes dos Vales da Uva Goethe.

O diferencial desta edição será que todos os participantes do evento vão oferecer os espumantes, das vinícolas de Urussanga, a preço promocional. São diversos estabelecimentos incluindo vinícolas, restaurantes, cafeterias, Pub entre outros que estarão oferecendo um cardápio diferenciado e o espumante a preço bem atrativo.

A Pizzaria do Ventuno Pub vai oferecer pizza e terá bar e balada nos dia 15 e 16. Já a Flor de Cacau, vai trazer o renomado sushiman César que vai fazer a noite do Sushi na sexta, dia 14.

A Vigna Mazon vai realizar no domingo o tradicional almoço típico italiano com café da colônia. As Vinícolas estarão abertas para degustação e visitação nos dias de evento.

Colaboração: Vanessa Matiola - Agência Ilustre

CasaPronta arrecadará alimentos para a Cruz Vermelha

A 14ª edição da Feira da Construção, Mobiliário e Decoração ocorre de 19 a 23 de outubro, no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti.

Uma parceria entre a NossaCasa Feiras e Eventos e a Cruz Vermelha de Criciúma irá arrecadar donativos durante os cinco dias da CasaPronta 2016. Para ter acesso ao estacionamento do Centro de Eventos Maximiliano Gaidzinski, o visitante não irá pagar nenhuma taxa, porém, precisará fazer a doação de um quilo de alimento não perecível.

A diretora da NossaCasa Feiras e Eventos, Jaqueline Backes, explica que a Cruz Vermelha ficará responsável pela distribuição dos alimentos para entidades de Criciúma e região, que já são atendidas por outros projetos da entidade. “Nossa intenção é poder colaborar com essas instituições que trabalham em prol de muitas pessoas”, coloca Jaqueline.

Já a entrada no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti, onde acontece a feira, será feita através de convite, que está sendo distribuído pelos expositores. Ingressos também estarão à venda no local no valor de R$ 5 e crianças menores de 12 anos tem acesso livre, acompanhadas de um adulto.

A 14ª edição da Feira da Construção, Mobiliário e Decoração ocorre de 19 a 23 de outubro e o público poderá conferir todas as novidades trazidas pelos mais de 200 expositores vindos de diversas cidades de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais.

A expectativa para esse ano é superar o número de público do ano passado, que ficou na casa dos 65 mil visitantes. Em paralelo, ocorre o Salão de Negócios, que tem como objetivo fortalecer ainda mais o setor no Sul do Estado.

Os portões serão abertos às 17 horas de quarta-feira, dia 19, já a abertura oficial está marcada para as 20 horas. Neste dia, o encerramento acontece às 22 horas. Na quinta e sexta-feira a visitação ocorrerá das 17 às 22 horas, no sábado das 14 às 22 horas e, no domingo, das 14 às 19 horas.

Colaboração: Francieli Oliveira / Ápice Comunicação

Preço do leite caiu 7,83%; feijão também ficou mais barato

Inflação oficial é a menor para setembro desde 1998, diz IBGE
IPCA passou de 0,44% em agosto para 0,08%, em setembro.
Alimentos ficaram mais baratos e influenciaram índice; leite recuou 7,89%.

Em setembro, o leite ficou mais barato e alivou a pressão que vinha exercendo nos últimos meses sobre o Índice de Preços ao Consumidor - Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país.
Sob a influência do leite e de outros alimentos, o indicador perdeu força de agosto para setembro, ao passar de 0,44% para 0,08%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
No ano, de janeiro a setembro, o indicador acumula alta de 5,51%. No mesmo período de 2015, a variação havia sido de 7,64%. Já em 12 meses, a IPCA está em 8,48%, abaixo dos 8,97% relativos aos 12 meses anteriores.


Para o mês de setembro, a taxa de 0,08% é a menor desde 1998, quando o IPCA havia recuado 0,22%. Considerando todos os meses, o índice é o menor desde julho de 2014, quando ficou em 0,01%.
"Setembro é um mês em que a gente vê poucos sinais negativos ou perto de zero porque é justamente quando começa a entressafra. Os piores resultados são no meio do ano. Especificamente neste mês a inflação foi muito pressionada pelos alimentos por causa do choque de oferta", disse Eulina Nunes dos Santos, coordenadora de Índices de Preços do IBGE.

Impactos na Selic

Para economistas ouvidos pelo G1, a taxa de inflação abaixo do esperado aumenta a possibilidade de uma redução da taxa básica de juros na economia brasileira. Ainda não há consenso entre os analistas quando a redução do juros começará. Mas cresceram as apostas para uma queda ainda em outubro.

Em reunião em Washington, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou que seu compromisso é com a meta de inflação e não com o prazo para a flexibilização da política monetária (de definição da taxa de juros).

Preços de alimentos caem
De agosto para setembro, foi a queda de preços dos alimentos que pressionou a desaceleração do IPCA. De um avanço de 0,3%, a variação de preços desse grupo recuou 0,29%. O leite, por exemplo, que vinha registrando altas seguidas nos últimos meses, ficou 7,83% mais barato em setembro. Também influenciou o recuo dos alimentos consumidos dentro de casa, que chegou a 0,6%.
Outro grande vilão da inflação de alimentos que registrou queda foi o preço do feijão. O feijão-carioca caiu 4,61%, o feijão-preto 3,77% e o feijão-mulatinho 1,45%.
Não foram todos os alimentos que tiveram redução de preços. A carne, em compensação, subiu 1,43% e impediu que a queda da variação desse grupo fosse maior. “O preço da arroba subiu pouquinho, mas as distribuidoras aumentaram o preço para o varejo”, disse.
Também caíram os preços de artigos de residência (-0,23%) e transportes (-0,10%) - influenciados por passagens aéreas (-2,39%), por automóveis usados (-1,5%) e pela gasolina (-0,40%). Do lado dos artigos de residência, recuaram os preços de TV, som e informática (-1,15%) e mobiliário (-0,65%). Quanto aos itens em queda, os demais destaques foram hotel (-6,53%) e cigarro (-3,32%).
O que ficou mais caro
Na contramão, os preços relacionados à habitação ficaram mais altos (0,63%), puxados pelo botijão de gás, que ficou 3,92% mais caro. Também subiram mais os valores cobrados por excursões (2,09%), alimentos para animais (1,42%), calçados (1,23%), cabeleireiros (1,19%), planos de saúde (1,07%), ônibus intermunicipais (0,88%), empregados domésticos (0,87%), etanol (0,83%), emplacamento e licença (0,81%), manicure (0,69%) e telefone fixo (0,63%). Também recuaram os preços de hotel (-6,53%) e cigarro (-3,32%).
Por regiões
Campo Grande registrou a maior variação do IPCA em setembro, 0,48%, e a região metropolitana do Rio de Janeiro teve deflação de 0,17%, influenciada pela queda de 29,91% nas diárias dos hotéis. Em agosto, as tarifas haviam ficado 111,23% mais caras por causa da Olimpíada.
Estimativas
A estimativa do mercado financeira para o IPCA de 2016 - acumulado em 12 meses - é de 7,23%, segundo o boletim Focus, do Banco Central, mais recente. A cada semana em que a pesquisa é divulgada, a previsão vem diminuindo. No entanto, ainda permanece acima do teto de 6,5% do sistema de metas e bem distante do objetivo central de 4,5% fixado para este ano.
INPC
O IBGE também divulgou nesta sexta-feira o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). De agosto para setembro, o indicador passou de 0,31% para 0,08%. No ano, o índice acumula alta de 6,18% e, em 12 meses, de 9,15%. Em setembro de 2015, o INPC registrou 0,51%.

Veja a variação de preços dos alimentos e bebidas em setembro

Destaques de alta:
Leite condensado: 8,26%
Leite em pó: 5,64%
Farinha de mandioca: 3,40%
Cafezinho: 2,17%
Chocolate e achocolatado em pó: 2%
Queijo: 1,92%
Café da manhã: 1,63%
Açúcar cristal: 1,58%
Café moído: 1,55%
Doces: 1,48%
Carnes: 1,43%
Frango inteiro: 1,25%
Arroz: 1,13%
Iogurte: 1,12%
Refrigerante: 1,09%
Outras bebidas alcoólicas: 0,80%
Cerveja: 0,76%
Frutas: 0,75%
Açúcar refinado: 0,69%
Lanche fora:0,65%
Destaques de queda:
Batata-inglesa: 19,24%
Leite longa vida: -7,89%
Alho: -7,45%
Cenoura: -5,34%
Feijão-carioca: -4,61%
Hortaliças: -4,42%
Açaí: -3,95%
Feijão-preto: -3,7%
Cebola: -3,30%
Ovos: -2,52%
Bolo: -2,01%
Pão de forma: -1,61%
Óleo de soja: -1,03%

Fonte: G1

Novos conceitos serão apresentados na CasaPronta 2016

Para aqueles que estão planejando a casa própria, a feira deste ano apresentará duas novas opções que cada vez mais ganham espaço no mercado.

O que não falta na CasaPronta – Feira da Construção, Mobiliário e Decoração é novidade interessante. E a edição 2016 de Criciúma não será diferente. Aqueles que passarem pelo evento poderão conferir, por exemplo, dois novos conceitos da construção civil que estão ganhando cada vez mais espaço no mercado.

No Pavilhão de Exposições José Ijair Conti, entre 19 e 23 de outubro, as empresas Brasil ao Cubo Implementos Imobiliários e CO.TTA Container estarão com casas montadas diante de seus conceitos. O primeiro, por meio de módulos transportáveis, e o segundo através de containers. Ambos prometem economia, modernidade e maior agilidade na construção.

De acordo com o engenheiro Ricardo Mateus, responsável pela Brasil ao Cubo, a feira é uma ótima oportunidade para apresentar as novidades do segmento. “Nós construímos a estrutura e depois transportamos para o local determinado. Uma estrutura de 60 m², por exemplo, montamos em aproximadamente 30 dias e instalamos em um ou dois dias. Isso com um valor 10% menor comparado a uma construção tradicional”, explica.

Carina Lino Colonetti Zanatta, sócia-proprietária da CO.TTA Container, ressalta que um espaço diferenciado será apresentado no evento. “Iremos instalar um modelo de 15 m², como uma kitnet, ideal para casal. Pode ser usada, por exemplo, como uma casa de campo”, comenta, ressaltando que construções com containers são cada vez mais presentes na região Sul.

Mais de 200 empresas participarão do evento

O público da CasaPronta 2016 poderá conferir todas as novidades trazidas pelos mais de 200 expositores vindos de diversas cidades de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. A 14ª edição reforça o objetivo de reunir em um único local o que há de mais novo nos setores de construção, mobiliário e decoração.

Os portões serão abertos às 17 horas de quarta-feira, dia 19, já a abertura oficial está marcada para as 20 horas. Neste dia, o encerramento acontece às 22 horas. Na quinta e sexta-feira a visitação ocorrerá das 17 às 22 horas, no sábado das 14 às 22 horas e, no domingo, das 14 às 19 horas.

Colaboração: Tadeu Spilere / Ápice Comunicação

Termina a greve dos bancários e agências atendem normalmente nesta sexta-feira

Em assembleia encerrada no início da noite dessa quinta-feira (6), no Sindicato dos Metalúrgicos, os bancários aceitaram a proposta dos bancos e encerraram a greve que completaria, nesta sexta-feira, 30 dias. Com isso, o atendimento nas agências bancárias volta ao normal hoje em toda a região.

Pela primeira vez, a categoria fecha acordo por dois anos. Para 2016, receberá 8% de reajuste mais abono de R$ 3,5 mil, que seria pago até dez dias após assinatura da CCT. No vale-alimentação, aumento de 15% e, no vale-refeição e no auxílio creche-babá, aumento de 10%.

Para 2017, a proposta prevê reajuste de reposição da inflação (INPC) mais 1% de aumento real para os salários e em todas as demais verbas. A PLR será reajustada em 8% em 2016 e inflação mais 1% de aumento real em 2017.

Além disso, a implantação da licença-paternidade de 20 dias, conforme lei sancionada neste ano durante o governo Dilma Rousseff, foi uma conquista. Os dias parados serão abonados. Na avaliação do presidente do Sindicato dos Bancários, Edegar Generoso, foi uma das greves mais longas e difíceis desde 2004.

“Sabíamos, pela conjuntura, que seria complicada. Por isso, avaliamos como um bom acordo para dois anos e, mesmo sem ganhar a inflação este ano, somando os percentuais dos dois anos, a perda é de menos de - 2%. Saímos vitorioso graças à resistência dos bancários, que mantiveram firmes mostrando força na luta”, pontuou o sindicalista.

A greve foi deflagrada no dia 6 de setembro no país e no dia 8 de setembro na base de Criciúma. Em Criciúma, 52 agências e três departamentos abrangendo cerca de 800 trabalhadores foram fechadas.

Proposta dos bancos

Reajuste de 8% e abono de R$ 3.500,00 em 2016.

Reposição integral da inflação (INPC/IBGE), mais 1% de aumento real em 2017 para os salários e todas as verbas.

PLR 2016

PLR regra básica - 90% do salário mais R$ 2.183,53 limitado a R$ 11.713,59. Se o total ficar abaixo de 5% do lucro líquido, salta para 2,2 salários, com teto de R$ 25.769,88

PLR parcela adicional - 2,2% do lucro líquido dividido linearmente para todos, limitado a R$ 4.367,07.

Antecipação da PLR – Primeira parcela depositada até dez dias após assinatura da Convenção Coletiva. Regra básica - 54% do salário reajustado em setembro de 2016, mais fixo de R$ 1.310,12, limitado a R$ 7.028,15 e ao teto de 12,8% do lucro líquido - o que ocorrer primeiro. Parcela adicional equivalente a 2,2% do lucro líquido do primeiro semestre de 2016, limitado a R$ 2.183,53.

PLR 2017

Para PLR e antecipação da PLR- mesmas regras, com reajustes dos valores fixos e limites pelo INPC/IBGE de setembro/2016 a agosto/2017, acrescido de aumento real de 1%, com data de pagamento de pagamento final até 01/03/2018.

Pisos 2016

Piso portaria após 90 dias - R$ 1.487,83.

Piso escritório após 90 dias - R$ 2.134,19.

Piso caixa/tesouraria após 90 dias - R$ 2.883,01 (salário mais gratificação, mais outras verbas de caixa).

Vales e Auxílios 2016

Auxílio-refeição - R$ 32,60.

Auxílio-cesta alimentação e 13ª cesta - R$ 565,28.

Auxílio-creche/babá (filhos até 71 meses) - R$ 434,17.

Auxílio-creche/babá (filhos até 83 meses) - R$ 371,43.

Gratificação de compensador de cheques - R$ 165,65.

Requalificação profissional - R$ 1.457,68.

Auxílio-funeral - R$ 978,08.

Indenização por morte ou incapacidade decorrente de assalto - R$ 145.851,00.

Ajuda deslocamento noturno - R$ 102,09.

Vale-Cultura, valor de R$ 50, mantido até 31/12/16.

2017 - Os valores vigentes em 31/08/2017 serão reajustados pelo INPC/IBGE de setembro/2016 a agosto/2017, acrescido de aumento real de 1%.

Caixa

Reajuste 8% Fenavam

PLR Regra Fenavam

I - Regra Básica

90% da remuneração base ajustada em setembro de 2016, acrescido do valor fixo de R$ 2.183,53, limitado a R$ 11.713,59, de acordo com as regras estabelecidas em Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

PLR Antecipação

Antecipação de 60% do valor total da PLR devida, a ser paga em até 10 dias após assinatura do ACT, com base nas regras da PLR Fenavam (Regras: Básica e Adicional), PLR Caixa (Adicional e Parcela Complementar), apurada sobre o Lucro Líquido esperado para o exercício de 2016.

Promoção Ano Base 2017

A Caixa realizará sistemática de promoção em 2018, referente ao ano base 2017, dos empregados ativos em 31/12/2017, integrantes do quadro de pessoal permanente, inclusive cedidos, requisitados, liberados para entidades representativas dos empregados e licenciados sem suspenção do contrato de trabalho, com no mínimo 180 dias de efetivo exercício em 2017.

Serão oferecidas 1,6 mil bolsas de incentivo à elevação da escolaridade, na seguinte forma: até 300 para graduação, até 500 para pós-graduação e até 800 para idiomas até 31/8/2017.

Licença amamentação

A Caixa assegurará às empregadas mães, inclusive as adotivas, com filho de idade inferior a 12 meses, 2 descansos especiais diários de meia hora cada um, facultado à beneficiária a opção pelo descanso único de 1 hora. Em caso de filhos gêmeos, cada período de descanso especial diário será de 1 hora, facultada a opção pelo descaso único de 2 horas.

Saúde Caixa – Dependente Direto

Manutenção, no Saúde Caixa, na condição de dependente direto, os filhos (as) portadores (as) de deficiência permanente e incapazes, com idade superior a 27 anos, enquanto solteiros e sem renda proveniente de salário.

Saúde Caixa – Dependente Indireto

É garantida a inscrição na condição de dependente indireto, mediante pagamento de mensalidade adicional de R$ 110,00 para cada um, conforme previsto no RH043.

Horas extras

Manutenção da cláusula referente a programação da Jornada de Trabalho, assegurando-se o pagamento, com adicional de 50% sobre o valor da hora normal, ou a compensação das horas extraordinárias realizadas na proporção de 1 hora realizada para 1 hora compensada e igual fração de minutos, e o pagamento de 100% das horas extras realizadas em agências com até 20 empregados.

Renovação da cláusula referente às estabilidades provisórias de emprego.

Suplementação do Auxílio Doença

A Caixa manterá a sistemática de suplementação do auxílio doença pago pelo INSS.

Licença para tratamento de saúde e titularidade da função gratificada ou cargo em comissão em licença para tratamento de saúde

A Caixa renovará a cláusula onde considera como efetivo exercício os primeiros 15 dias de licenças para tratamento de saúde do emprego.

A Caixa continuará garantindo, ao empregado, a titularidade da Função Gratificada ou cargo em Comissão, pelo período da licença para tratamento de saúde (LTS) ou licença por acidente de trabalho (LAT), até o limite de 180 dias.

Validade do Acordo Coletivo de Trabalho

O Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2017 terá validade até 31/08/2018.

Banco do Brasil

O Banco reafirma a manutenção do programa de PLR atual, composto pelo módulo Fenavam e módulo BB, incluindo parcela variável e 4% do lucro líquido distribuídos de forma linear.

As ausências autorizadas de dois dias úteis por ano (fracionáveis em horas) para acompanhar filho ou dependente, menores de 14 anos a consulta/tratamento médico e odontológico também poderão ser utilizadas para tratamento psicológico, vacinas e reuniões escolares.

Será ampliado o prazo para utilização de folgas nas Unidades que funcionam no regime de 24X7 (vinte e quatro horas, sete dias por semana) de 2 semanas imediatamente posteriores à da aquisição para até o último dia útil do mês subsequente ao da aquisição.

Serão instituídas Mesas Temáticas sobre Prevenção de Conflitos, Saúde no Trabalho e Igualdade de Oportunidades, com prazo de 180 dias para conclusão a partir da data da instalação. Na mesa de Prevenção de Conflitos poderão ser discutidos eventuais conflitos decorrentes de implantação de soluções digitais, ajustes de estrutura e acesso ao histórico de ausências dos funcionários.

Será reajustado para R$ 200 mil o valor da indenização por morte ou invalidez decorrente de assalto.

Colaboração: Maristela Benedet / Comunicação Sindicato dos Bancários

Assinar este feed RSS
Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

22°C

Laguna - Santa Catarina

Mostly Cloudy

Humidity: 74%

Wind: 28.97 km/h

  • 24 May 2017 22°C 20°C
  • 25 May 2017 21°C 20°C