Pontos Turísticos







{mosimage}Monumento construído para lembrar o Tratado de Tordesilhas, firmado entre Portugal e Espanha, em 7 de junho de 1494, e que punha fim à pretensões de ambos os países sobre o domínio das descobertas, e a descobrir na América.
Assim passariam a pertencer a Espanha (Reino de Castela e Aragão) todas as terras e ilhas situadas ao Norte da linha meridional, a 370 léguas a Oeste de Arquipélago de Cabo Verde, e as terras fora dessa determinação pertenceriam e Portugal. A linha do meridiano passa em Belém do Pará ao Norte, e Laguna ao Sul. Sendo assim, no centro de Laguna foi construído um monumento ao Tratado, instalado em uma pequena praça bem próxima à rodoviária.





{mosimage}De 1747, é um prédio histórico situado na Praça República Juliana. Foi construído para servir de Cadeia Pública, o térreo, e para Câmara Legislativa Municipal, o piso superior. Nesse prédio foi assinada e proclamada a República Juliana, em 1839, quando Santa Catarina separou-se do regime monárquico e em Laguna instalou-se a Capital da República Juliana. Aberto em 1949 pelo centenário da morte de Anita Garibaldi, fechado por algum tempo, e aberto definitivamente para visita pública em 1956, hoje o Museu conserva muitas peças de elevado valor histórico e arqueológico, como a mesa onde foi assinada a ata da Proclamação. O acervo eclético e rico é prova de que aqui circulava muita riqueza e muitas personalidades do velho mundo.



{mosimage}
Casa de Anita -  Possui esta denominação pois foi a casa onde Anita vestiu-se de noiva para seu primeiro casamento. A construção de 1711 foi transformada em um pequeno museu, cujo acervo lembra nossa heroína e a época.





{mosimage}Igreja Matriz Santo Antônio dos Anjos - Domingos de Brito Peixoto, pelo seu espírito religioso, mandou levantar a capelinha de pau à pique, consagrando-a de Santo Antônio dos Anjos. Construída em 1696 deu origem ao altar mor e posteriormente à Igreja de Santo Antônio dos Anjos. O corpo da Igreja foi edificado apenas em 1735.Com as mais variadas formas do estilo barroco, os quatro altares laterais e a Capela do Santíssimo, folheadas a ouro, formam com a Sacristia e o batistério a segunda parte mais antiga da Igreja.O padroeiro da cidade, Santo Antônio dos Anjos, ocupa o altar mor da Igreja. A imagem impressiona pela sua magnitude e perfeição. O altar foi entalhado em 1803. A Capela do Santíssimo é considerada o mais belo altar da arquitetura de Santa Catarina. No Batistério, a pia batismal tem a forma de esfera e foi construída com um único bloco de rocha (gnaise). As torres foram edificadas apenas em 1894 e o relógio só foi colocado no ano de 1935. As imagens presentes na Igreja são peças artística, esculpidas em madeira e decoradas com ouro. Em 1973, a Igreja foi submetida a uma restauração interna graças ao artista e entalhador João Rodrigues. Além das imagens cheias de beleza, a Matriz possui ainda a famosa pintura de Nossa Senhora da Conceição, do insigne pintor Victor Meirelles. A Matriz está localizada junto a Praça Vidal Ramos, compondo um interessante conjunto para o centro histórico. A Igreja foi fechada por mais de 3 anos para uma reforma, onde foi recuperada boa parte como: recuperação dos elementos artísticos, troca de reboco interno e externo que anteriormente era com cimento e agora foi feito com cal, colocação de telhas e estrutura de madeira, com armação de fios com cobre, restauração de todas as esquadrias, troca do piso, sistema de drenagem externo, acabamento na pintura, renovação de toda parte elétrica, implantação de circuito fechado de TV e um completo sistema de alarme. Após muita expectativa, no dia 25 de abril 2003, a Igreja foi reaberta mais linda do que nunca e expondo uma relíquia: um pedaço da pela de Santo Antônio, trazida de Padova, Itália. Mesmo com todas estas restaurações, a Igreja Santo Antônio dos Anjos ainda passará por outra etapa de recuperação.


 
{mosimage}Com 126 metros de altura, o Morro da Glória é o ponto mais alto de Laguna, onde se pode avistar todo o centro histórico, bairros, praias e lagoas. O acesso é fácil, a estrada que leva ao Morro da Glória é toda pavimentada com asfalto e lajota. Importante ponto turístico e local de fé. Lá está edificada a imagem de Nossa Senhora da Glória, idealizada pelo saudoso padre Gregório Warmeling, e construída em 1953 pelo casal alemão Alfredo Staege e Elisa Faccio Staege. O monumento possui 14 metros de altura. Muitos fiéis que alcançam graça, fixam placas de agradecimentos aos pés da imagem.



{mospagebreak}
{mosimage}



Muita famosa como ponto turístico, pela sua forma e dimensão, a Pedra do Frade tem aguçado a imaginação dos que vêem, levantando as mais variadas suposições para explicar como foi parar ali, como se formou e se mantém em pé, pois chega a desafiar a lei da gravidade. Mede 9 metros de altura e 5 metros de diâmetro e está situada na extremidade da praia do Gi.









{mosimage}

onstruída pelos escravos, em 1863, a Carioca até hoje abastece a população de água potável, cuja nascente, no alto do morro é protegida e fiscalizada constantemente. Ao processo de depuração natural uniu-se a filtração artificial com filtros de areia. A água da Fonte da Carioca, conforme crendice popular, tem poderes afrodisíacos, sendo que os visitantes que beberem desta água ficarão eternamente enamorados por Laguna e aqui sempre voltarão.







{mosimage}Na ilha, precisamente no Cabo de Santa Marta, está localizado o Farol de Santa Marta. Quando anoitece, numa pequena montanha de 16.900 m2, a 28 metros acima do nível do mar, uma luz começa a emitir lampejos brancos e vermelhos a cada 15 segundos. Até a manhã seguinte, essa luz, projetada por uma lâmpada de 1000 watts no interior de um aparelho lenticular, formado por um globo giratório, serve de guia para os navios que se aproximam do Cabo de Santa Marta, localizado exatamente a 28 graus e 36 minutos, latitude Sul, e 48 graus 49 segundos, longitude Oeste. Le Phare de Santa Marta, como diriam os franceses que o construíram em 1891, é o primeiro do mundo em alcance. Possui 29 metros de altura, altitude de foco de 74 metros e alcance geográfico de 92 quilômetros. O Farol está instalado a 14 quilômetros do centro de Laguna. Conforme escrituras lavradas em 28 de agosto e 28 de setembro de 1882, o território foi vendido ao governo do império por 400 mil réis. Pedra, areia, barro e óleo de baleia, foi a mistura usada para erguer as grossas paredes do Farol projetado pelos franceses Barbier Bérnard e Turenne. Quando foi inaugurado, em 11 de junho de 1891, era alimentado por querosene. Mais tarde, em 7 de fevereiro de 1941, recebeu energia elétrica. Atualmente possui três geradores de 15 KVA. O motor que possibilita o movimento de rotação (ele dá uma volta a cada dois minutos), funciona nos moldes de um relógio. Possui um peso de 45 quilos na extremidade de um cabo, que funciona como um pêndulo. Leva quatro horas para descer, Para dar corda (o cabo é enrolado manualmente), leva-se de 10 a 15 minutos. Quase todas as peças são de bronze. Uma escada em caracol, com 142 degraus, conduz os faroleiros e turistas ao topo do farol. Lá pode-se obter uma bela visão das lentes, que ainda são originais. Uma parte permite a projeção de luz em círculos (olhos óticos) e a outra é sem projeção de luz (retangular). A torre, de onde partem os potentes lampejos duplos de luz, a cada 15 segundos, tem a altura de um edifício de 9 andares. Do alto da torre da construção, contempla-se as belas praias do Farol, Cigana e Camacho. Três militares da Marinha e dois civis residem no local. Além dos cuidados com o instrumento de auxílio à navegação, coletam dados meteorológicos. Atualmente encontra-se também instalado um equipamento de rádio-farol que emite um bip sonoro a cada sete segundos na freqüência de 310 Kilohertz para a orientação não só da navegação marítima mas também aérea, com alcance de aproximadamente 700 quilômetros. Nem sempre a Marinha permite o acesso às instalações do Farol. No verão, contudo, ele se transforma numa das principais atrações turísticas da tricentenária cidade de Santo Antônio dos Anjos da Laguna, situada a 126 quilômetros de Florianópolis. Para chegar até o Farol de Santa Marta, por uma estrada de barro, é preciso antes fazer uma travessia de mil metros pelo Canal da Barra, numa balsa que funciona das 6:00 as 23:00 horas, a na alta temporada por 24 horas.



{mosimage}

No centro da cidade, a Doca é um local onde pequenas embarcações e iates ancoram. No passado também esteve ancorado nas Docas, o navio Seival, conduzido por Giuseppe Garibaldi. Um lindo local onde se pode apreciar o pôr do sol e durante a noite a Lagoa Santo Antônio iluminada.








{mosimage}

Construída em 1866 pelo Ten. Coronel Joaquim José Pinto D'Ulysséa é réplica de uma "Quinta de Portugal". Conhecida também como "Casa dos Azulejos", foi restaurada pelo IPHAN em 1982, já foi a sede da Secretaria da Indústria, Comércio e Turismo do Município e hoje, chamada de "Quinta da Cultura", é um local destinado à produção e comercialização de Trabalhos Artesanais, como a arte de vidro a fogo de Murano-Itália, produzidos por grupos organizados e oficinas de programas sociais do município.




{mospagebreak}
{mosimage}
As primeiras construções da "Vila" de Laguna eram de pau a pique, cobertas com palha, que aos poucos firam sendo substituídas por edificações de adobe, tijolo rústico um pouco maior que o normal, e pedra. Devido à influência dos alemães e italianos, a arquitetura eclética do Centro Histórico vem modificando aos poucos o espaço urbano, passando a aumentar o vazio entre as edificações. O estilo arquitetônico apresenta estilo clássico e gótico e se mistura com uma arquitetura cheia de ornamentação e decorativismo. Hoje o Centro Histórico apresenta em torno de 600 casarios e monumentos históricos tombados desde 04 de outubro de 1978 por parte do decreto lei da Prefeitura Municipal de Laguna. Em Novembro de 1985 foram tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O IPHAN possui sede em Laguna, sendo que realiza diversos trabalhos e projetos de educação patrimonial, dentre eles o monitoramento a grupos de estudantes que visitam o Centro Histórico.


{mosimage}
Localizado junto ao cais da Lagoa Santo Antônio dos Anjos, o Mercado Público, além de ser um dos cartões de visita da cidade, é ponto de referência para a comercialização de diversos produtos, inclusive o pescado. Inaugurado no ano de 1957, o atual mercado foi construído para substituir ao antigo, uma construção de 1897, destruído por um incêndio no dia 20 de agosto de 1939. Atualmente está passando por um processo de revitalização, está sendo totalmente recuperado.






{mosimage}


É um local apropriado para a prática da pescaria com caniço, linha e com tarrafa. É também muito visitado por turistas de outras localidades, que vem desfrutar de horas de lazer rodeados por belas paisagens, inclusive a famosa pesca com auxílio dos botos, que interagem com os pescadores em plena e rara harmonia. Também é um local onde se pratica o surf e o bodyboard.






{mosimage}
Estão localizados em Laguna os maiores Sambaquis (sítios arqueológicos milenares) do mundo. Só no Farol de Santa Marta existem 3 destes sítios, testemunhando a presença de povos pré-colonizadores europeus, que encontravam uma variada fonte de alimentos nos rios, lagoas e no mar. Durante muitos anos as conchas que formam os Sambaquis foram usadas na pavimentação de estradas ou fabricação de cal, mas com a aparecimento das leis de proteção, a destruição destas conchas foram sendo contida. Muitas peças encontradas nestes Sambaquis encontram-se no Museu Anita Garibaldi.





{mosimage}



Também conhecida como Ponte das Laranjeiras, foi construída por ingleses em 1884 e trazida pelo mar e mede 1.400 metros. Foi tombada pelo município em 1988.
 





Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

22°C

Laguna - Santa Catarina

Mostly Cloudy

Humidity: 74%

Wind: 28.97 km/h

  • 24 May 2017 22°C 20°C
  • 25 May 2017 21°C 20°C