quinta-feira, outubro 18, 2018
Home Notícias Geral Hackers invadem o Ministério da Defesa em “ato contra o fascismo

Hackers invadem o Ministério da Defesa em “ato contra o fascismo

350

Grupo ligado ao Anonymous vazou informações pessoais do Comandante do Exército, Eduardo Villas Boas, e do vice de Bolsonaro, Hamilton Mourão

Brasília (DF)

Na madrugada de ontem para hoje (25/09), o site do Ministério da Defesa foi hackeado por um grupo ligado ao movimento Anonymous. Foram vazadas informações confidenciais de integrantes do Exército, como o telefone do general Eduardo Villas Boas, comandante da instituição. O general da reserva Hamilton Mourão, candidato a vice-presidente da República na chapa de Jair Bolsonaro,  também foi citado nominalmente.

O perfil AnonOpsBR comunicou a invasão, com a posterior divulgação de caminhos para dados roubados – que não serão divulgados aqui por conterem informações sensíveis. O grupo classificou a própria atitude como “uma mensagem direta ao fascismo e autoritarismo que ameaça a democracia brasileira”, nomeando os dois militares citando anteriormente e o candidato Bolsonaro.

Leia o manifesto completo do ataque:

Saudações,

Nós somos Anonymous. Essa é uma mensagem direta ao fascismo e autoritarismo que ameaça a democracia brasileira através de seus generais Eduardo Villas Bôas e Mourão julgo vice do Bolsonaro, que sempre mandam recado com viés autoritário por meio de entrevistas, querendo tutelar a democracia por meio da força e do medo, queremos dizer para vocês que estamos observando-os e estamos dentro de seus sistemas, estamos expondo parte do banco de dados do Ministério da Defesa em resposta a essa postura de ambos generais completamente antidemocráticas e provando que estamos observando de perto cada passo de vocês. Fazemos um chamado aos hackersativistas que defendem acima de tudo a democracia brasileira que se unam contra o fascismo e autoritarismo que rondam a nossa nação. Usem a hashtag #OpEleiçãoContraOFascismo

“Não se combate o fascismo porque se possa ganhar dele; se combate porque é fascista” ~ Jean-Paul Sartre

Nós somos Anonymous
Somos uma legião
Não esquecemos
Não perdoarmos
Aguarde-nos.

Depois, um perfil do Anonymous internacional elogiou a iniciativa, dizendo que “Anonymous é e sempre será antifascista”. O Def Con Lab, um sistema de monitoramento aliado a uma das maiores conferências hackers do mundo, confirmou a invasão.

Procurado pela reportagem, o Ministério da Defesa não respondeu os questionamentos sobre a extensão do ataque e dos dados vazados até o momento da publicação desta notícia.

Fonte: G1

Comments

comments