quinta-feira, outubro 18, 2018
Home Notícias Esporte “Fake news”: Leão tem nome envolvido

“Fake news”: Leão tem nome envolvido

1310

Nos últimos dias, a notícia de que o atacante Jobson, jogador do Brasiliense, teria assinado com o Hercílio Luz tomou conta da internet. Nessa sexta-feira, a direção do clube tubaronense emitiu uma nota explicando que a informação não procede.

A imagem da “fake new” espalhada nas redes sociais consta que a notícia teria sido publicada por um portal esportivo na última quinta-feira. A montagem destaca que Jobson, que usa tornozeleira eletrônica, não conseguiu estrear pelo Brasiliense, e que agora tentaria uma vaga no Leão do Sul. 

Fábio Mendonça, presidente do Hercílio Luz, disse que isso é mentira, e ainda explicou que pelo menos três notícias falsas envolvendo o time foram divulgadas nessa semana. A primeira delas foi na segunda-feira, quando o técnico Edson Vieira teve o nome usado por pessoas mal-intencionadas. Por meio de mensagens de WhatsApp, possíveis estelionatários tentaram fazer com que atletas depositassem dinheiro para pagamento de passagens e transferências.

O mesmo número, com DDD da Bahia, também se fez passar pelo clube. “O Leão do Sul jamais entra em contato com atletas por meio de mensagens eletrônicas”, diz a nota enviada por Fábio Mendonça ao 
Diário do Sul. 

Na quarta-feira foi a vez de o gerente de futebol do Hercílio, Nasareno Silva, ser envolvido em uma notícia falsa. Ele foi dado como o novo profissional do Esporte Clube Operário. Segundo o time, a montagem foi feita por um perfil do Instagram, utilizado por torcedores.

“Em todos estes casos, a diretoria do Hercílio Luz FC lamenta o envolvimento de seus profissionais e do próprio clube. O profissionalismo deve ser a marca do futebol tubaronense. Disseminar notícias falsas, em especial nos casos em que se tenta extorquir pessoas, é crime, e assim deve ser encarado. As medidas cabíveis já foram tomadas pelo departamento jurídico do Hercílio Luz”, encerra o texto do presidente do Leão.

CASO JOBSON

Com 30 anos, Jobson foi apresentado ao Brasiliense no mês passado. Ele é o mais novo reforço do clube para a temporada de 2019, e tentará retomar a carreira como jogador de futebol profissional após deixar a prisão no Tocantins.
Ele foi solto em 27 de abril, após cumprir prisão preventiva. Suspeito de estuprar quatro adolescentes de Conceição do Araguaia, no Sudeste do Pará, e investigado por participação em um quinto caso, Jobson responde em liberdade.
Jobson está sem jogar desde 2015, após ser suspenso do futebol pela Fifa. O atacante havia sido acusado pelo Al-Ittihad, da Arábia Saudita, de se recusar a fazer exame antidoping.

DS

Comments

comments