Empresas voluntárias consertam mil respiradores e devolvem a hospitais

455
Respirador funcionando - Foto: reprodução / PortalDaIndústria

Desses, 1.351 estão em manutenção e 189 passam por calibração, última etapa antes de serem devolvidos ao serviço de saúde.

Empresas que ajudaram

A iniciativa conta com a participação de unidades do SENAI e de vários parceiros como:

  • ArcelorMittal,
  • BMW Group,
  • Fiat Chrysler Automóveis (FCA),
  • Ford,
  • General Motors,
  • Honda,
  • Hyundai Motor Brasil,
  • Instituto Votorantim,
  • Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT)
  • POLI-USP,
  • Jaguar Land Rover,
  • Mercedes-Benz do Brasil,
  • Moto Honda,
  • Renault,
  • Scania,
  • Toyota,
  • Troller,
  • Usiminas,
  • Vale,
  • Volkswagen do Brasil e
  • Volvo do Brasil

“É uma grande honra para o SENAI coordenar essa rede do bem, de solidariedade que, certamente, ajudou a salvar muitas vidas. A marca de mil ventiladores pulmonares consertados gratuitamente demonstra que a união é o caminho para o Brasil enfrentar a pandemia”, afirma o diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi.

Apoio

A iniciativa tem apoio da Petrobras, do Ministério da Saúde, do Ministério da Economia, do Ministério da Defesa, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da Associação Brasileira de Engenharia Clínica (ABEClin).

“A rede voluntária espera continuar a ter apoio para consertar todos os aparelhos que estão sem uso no país por falta de manutenção”, disse Rafael.

Estimativa da LifesHub Analytics e da Associação Catarinense de Medicina (ACM) era que existiam pelo menos 3,6 mil ventiladores pulmonares fora de uso no país, mas esse número pode ser maior. A avaliação é que cada aparelho pode ajudar no tratamento de até dez pessoas. 

Estado de origemEquipamentos recuperados
Acre2
Amapá11
Amazonas 11
Bahia130
Ceará65
Distrito Federal24
Espírito Santo12
Goiás16
Maranhão7
Mato Grosso11
Mato Grosso do Sul39
Minas Gerais143
Pará26
Paraíba4
Paraná12
Pernambuco13
Rio de Janeiro24
Rio Grande do Norte8
Rio Grande do Sul29
Santa Catarina38
São Paulo384
Tocantins7
Total1016

Ampliação

Além da manutenção, o SENAI quer ampliar a oferta do número de ventiladores pulmonares, essenciais no tratamento de pacientes graves da covid-19.

Um dos caminhos é aumentar a produção nacional.

Empresas que receberam apoio da instituição têm potencial para produzir até 7,2 mil equipamentos por mês, após as aprovações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), desde que haja demanda contratada.

Com informações do Portal da Indústria

Comments

comments