Home Notícias Geral Em Florianópolis: Maré alta causa alagamentos

Em Florianópolis: Maré alta causa alagamentos

487

Conforme os órgãos de meteorologia tinham previsto, os riscos de alagamentos ocorrem devido à maré alta nas regiões mais baixas do litoral. Fenômeno é provocado pela influência da fase nova da lua (maré de sizígia) e a forte agitação marítima com ondas de 3 a 4 metros.

Conforme os órgãos de meteorologia tinham previsto, o fenômeno da maré alta voltou a inundar vias e parques em Florianópolis na tarde desta quinta-feira (4). As regiões mais afetadas foram a avenida da Saudade, na região central, o Parque de Coqueiros, no Continente, e a SC-405, no Sul da Ilha.

Houve formação de filas no trânsito e bloqueio de pistas. O fenômeno é influenciado tanto pela tábua de marés quanto pela ondulação ou agitação marítima. É a chamada maré meteorológica, que é formada pela atuação dos ventos que agitam o mar levando a uma maior formação de ondas e fazendo com que elas se propaguem com mais intensidade até a costa litorânea.

—————————–

AVISO DE MAR 

AVISO 1 – Mar agitado com risco de ressaca no litoral de SC, passando a grosso com vento forte na sexta-feira e sábado.

Início: 04/07/2019 às 8h30

Fim: 07/07/2019 às 12h

Região: Litoral de SC, especialmente de Passo de Torres a Florianópolis.

Previsão:  mar agitado com risco de ressaca e picos de onda de 2,0 a 3,0 m. No decorrer da sexta-feira e início do sábado (05 e 06/07), mar muito agitado a grosso com picos de onda de 4,0 m, devido a intensificação do vento com rajadas de 50 a 70 km/h. Condição desfavorável para a navegação de pequenas e médias embarcações.

Sistema: proximidade de um ciclone extratropical entre a costa da Argentina, Uruguai e RS, e um intenso sistema de alta pressão (massa polar).

AVISO 2 – Maré alta com risco de alagamentos

Início: 04/07/2019 às 09:00 h

Fim: 05/07/2019 às 23:59 h

Região: Litoral de SC.

Previsão: risco de alagamentos devido à maré alta nas regiões mais baixas do litoral catarinense. Este fenômeno será provocado pela influência da fase nova da lua (maré de sizígia), vento predominante e persistente do quadrante sul e a forte agitação marítima com ondas de 3 a 4 m próxima ao Litoral.

Recomenda-se especial atenção para os horários e locais próximos a desembocaduras de rios, Rod. Diomício Freitas, Centro de Eventos – CentroSul, praias do Sul da Ilha de Santa Catarina, Avenida Atlântica de Balneário Camboriú, Barra Velha, Araranguá, Laguna, Itajaí, Joinville, entre outros.

Associada ao vento sul aumenta a expectativa de melhora na captura das tainhas, especialmente na próxima semana com a virada do vento para nordeste.

Foto: PMF/Divulgação

Fonte: Nd Mais/Epagri/Ciram

Comments

comments