Home Notícias Saúde Doação de órgãos aumenta e Brasil deve bater recorde de transplantes

Doação de órgãos aumenta e Brasil deve bater recorde de transplantes

158

As doações de órgãos, tecidos e células subiram de 1.653 para 1.765 no primeiro semestre de 2018 em comparação com primeiro semestre de 2017

Vitória do amor e da solidariedade. A doação de órgãos aumentou no Brasil e o país deve bater recorde no número de transplantes este ano. As doações de órgãos, tecidos e células subiram de 1.653 para 1.765 no primeiro semestre de 2018 em comparação com primeiro semestre de 2017.

O crescimento foi de 7% no número de doadores efetivos, de acordo com Ministério da Saúde. Com base nesses números, o Brasil deve alcançar recorde nos transplantes de fígado (2.222), pulmão (130) e coração (382) até o final do ano.

Espera-se ainda que os transplantes de medula óssea atinjam seu maior número na série histórica, chegando a 2.684.

Transplantes

O Ministério da Saúde também informa que, em 2018, o país deve realizar 26.400 transplantes. Desse total, 8.690 serão de órgãos sólidos (coração, fígado, pâncreas, pulmão, rim e pâncreas rim) — número recorde dos últimos oito anos.

“A união entre governo federal, iniciativa privada, estados e municípios transforma o SUS, a Política Nacional de Transplante, em exemplos de eficácia, eficiência e de retorno à população brasileira. Essa parceria mostra que quando a gente tem prioridade de governo, temos um SUS solidário e eficiente”, disse em nota Adeílson Cavalcante, ministro da Saúde interino.

Fonte: Com informações do Portal Só Notícia Boa

Comments

comments