Home Entretenimento Curiosidades Conheça tudo sobre o perigoso selficídio

Conheça tudo sobre o perigoso selficídio

468

Cada geração possui um número de problemas, traumas e doenças que a marcam. A geração que cresceu nos anos 2000 possui muitos complexos que são uma consequência da tecnologia e do seu uso indiscriminado. Um dos principais, tem um nome meio esquisito, que pode até causar risos, porém, não deixa de ser muito sério e perigoso: o selficídio. O transtorno, basicamente, é a compulsão pelas selfies. O problema foi intensificado de uma tal maneira como consequência direta da popularização dos smartphones. Acredite: parece uma piada, mas pode levar até o suicídio.

Conhecendo o selficídio

Você já ouviu falar do Transtorno Dismórfico Corporal, ou Transtorno da Auto-imagem? Essa patologia faz com que as pessoas estejam sempre insatisfeitas, inseguras e frustradas com a própria imagem (ou com a ideia que elas criam da própria imagem). Apesar de pouco se falar neste transtorno, ele é bem comum e existem até canais de YouTube e blogs que falam sobre o assunto. O selficídio se trata de uma forma de evolução desse transtorno, pois a pessoa que o possui, tem uma enorme dificuldade de aceitar a própria imagem. Essa postura é, na maioria das vezes, incentivada pelo fato da pessoa tirar centenas de fotos de si mesma a procura de uma perfeição imaginária e inexistente.

A pessoa cria uma compulsão pela própria imagem, tirando várias fotos seguida e ininterruptamente torcendo para que alguma delas a satisfaça e a faça se sentir bonita. Uma consequência dessa conduta é que a pessoa que desenvolve o transtorno vai a procura de técnicas e truques que a façam tirar fotos aonde possivelmente ela se achará mais bonita. Isso acarreta em uma enorme perca de tempo e tem consequências diretas na vida social da pessoa e nas suas relações. Além disso, a sensação de frustração por não alcançar a perfeição pode levar a outros transtornos mentais, como a depressão.

A faixa etária mais afetada é dos 12 aos 20 anos, condizente com a faixa etária que foi apresentada e fomentada na tecnologia e internet. Além disso, o selficídio atinge mais mulheres do que homens. Para você identificar se possui o transtorno, será necessário uma consulta com um psiquiatra. Ele irá identificar se realmente é um caso de selficídio e depois lhe encaminhará ao tratamento certo, que costuma ser algum tipo terapia comportamental ou psicanalítica.

Origem

A palavra ganhou fama na Índia. Tudo começou quando uma viagem procurou um médico para fazer uma cirurgia plástica no nariz. O médico a aconselhou a não fazer o procedimento porque o seu nariz era perfeito. Ele então começou a reparar o comportamento da garota, quando notou que não estava normal, a encaminhou para um atendimento psicológico. Ainda no país, outros dois jovens também foram diagnosticados com o transtorno.

Além disso, pessoas que desenvolvem selficídio, também estão bem mais expostas as chances de desenvolver Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), devido ao fato de estarem sempre tirando centenas de fotos – procurando sua imagem perfeita – compulsivamente.

Aplicativo

Alguns pesquisadores norte americanos descobriram que, de 2014 até 2016, cerca de 127 pessoas morreram ao tentar tirar uma selfie perfeita em algum lugar perigoso. 76 dessas mortes aconteceram só na Índia. Na tentativa de frear esse risco, autoridades estão desenvolvendo um aplicativo que buscar reduzir o número de pessoas que morrem ao tentar tirar uma selfie. O aplicativo, que ainda está em fase de testes e não tem previsão para ser lançado, irá avisar quando a pessoa estiver em alguma situação de risco.

E aí, você acha que tem selficídio? E Transtorno de Auto-imagem? Comenta aqui com a gente e compartilha essa notícia nas suas redes sociais. E para você que tira selfies com moderação, aquele abraço.

Fonte: fatosdesconhecidos

Comments

comments