segunda-feira, dezembro 10, 2018
Home Notícias Geral Caldeirão do Huck: Programa com o imbitubense Bananinha vai ao ar neste...

Caldeirão do Huck: Programa com o imbitubense Bananinha vai ao ar neste sábado, na TV Globo

616

Luciano Huck veio a Imbituba para conhecer o projeto “Educar para a vida”, que existe há 18 anos.

Leandro Elias junto com Wladimir Brichta, Luciano Huck, e os tops da Elite Mundial de surf, Gabriel Medina, Filipe Toledo, Silvana Lima e Adriano de Souza. Foto: Arquivo Pessoal.

Feliz da vida, Leandro Elias ‘Bananinha’, professor da conhecida Escolinha de Surf do Bananinha, projeto social criado por ele na praia do Porto, em Imbituba, realizou no início desta semana as últimas gravações em estúdio para o Programa Caldeirão do Huck. 

Depois de receber a visita surpresa do apresentador Luciano Huck, viajar com o astro global para a Califórnia (EUA) onde assistiu uma etapa do Mundial de Surf na piscina de ondas artificiais multi-campeão Kelly Slater, o programa com as participações de Bananinha vai para o ar, neste sábado (29), a partir das 15h50, na TV Globo.

Com seu desfecho aguardado por milhares de admiradores do instrutor, o programa que contará com imagens da visita de Huck a Imbituba e do passeio com Bananinha à Terra do Tio Sam, o programa vai matar a curiosidade do público quanto a o que Bananinha e sua escolinha deverão ser agraciados pelo Programa, já que é tradição da atração premiar muito bem seus seletos participantes.

Apesar de, por força contratual, Bananinha estar orientado a não revelar o motivo de sua participação na atração semanal da Globo, o imbitubense revelou alguns detalhes da gravação.

“Me senti bem à vontade. Quando entrei, o ator Wladimir Brichta me deu um abração e logo o Luciano Huck anunciou: ‘Tá aí o cara que chora fácil e faz um trabalho incrível dentro e fora do Brasil'” adiantou Bananinha. Além disso, durante sua estadia no Rio de Janeiro, Leandro Elias foi acordado cedo pelo ator global para surfar, como “Conheci várias praias do Rio de Janeiro, Macumba, Recreio, Prainha, surfei com o Wlad, e ainda conversamos muito. Ficamos amigos”, conta.

No palco, o apresentador Luciano Huck rasgou elogios a Bananinha e a seu projeto. “A partir daí, todos irão ver o que aconteceu no programa que vai ao ar neste sábado”, escondeu Bananinha, guardando o mistério. 

Com ar de satisfação e gratidão, Leandro conta que sua meta principal no projeto é seguida a risca pelos pupilos: fazer com que os alunos estudem e tenham sempre boas notas. O projeto existe há 18 anos e formou mais de 1500 jovens atletas, a maioria participantes do programa “Educar para a vida”. Eles têm entre 5 e 15 anos de idade. E, boa parte deles tem algum histórico de vulnerabilidade social.

Viagem à Califórnia, a piscina de ondas do Slater e as amizades 

Após 14 horas de voo até o estado da Califórnia, nos Estados Unidos, Bananinha disse que conheceu Hollywood, Beverly Hills, a Calçada da Fama, o teatro onde é entregue o Oscar dos filmes, e a praia de Venice Beach,  onde ganhou um skate da galera. 

“O mais legal até agora, foram as amizades que fiz no Brasil e lá fora. Fui bem recebido por todos. Mais ainda pelo Kelly Slater e toda a galera do Circuito Mundial de Surf. Os brasileiros são muito gente boa. Ricardinho Toledo, pai do Filipe Toledo, e o Mineirinho são demais”, contou Bananinha sobre sua saga. 

Comments

comments