sexta-feira, novembro 16, 2018
Home Notícias Segurança Braçonortense é presa no RS por aplicar vacinas sem remédios e reutilizar...

Braçonortense é presa no RS por aplicar vacinas sem remédios e reutilizar agulhas em pacientes

1514
Foto: Divulgação

Uma empresária natural de Braço do Norte, de 37 anos, e que tem uma clínica de vacinação em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, foi presa nesta quarta-feira (14) pela Polícia Civil. Ela é a proprietária do estabelecimento e é acusada por crimes contra as relações de consumo e contra a saúde pública. Com a ação, a polícia também interditou a clínica, localizada no bairro Hamburgo Velho.

De acordo com as investigações, a clínica aplicava as vacinas da febre amarela e da meningite, mas o êmbolo estava vazio. Além disso, ela reutilizava as mesmas agulhas nos pacientes. Ainda conforme a polícia, os clientes que se vacinaram no local correm risco de contaminação por uma série de doenças infecciosas, inclusive o HIV.

Pelo Twitter, o secretário de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul, João Gabardo, confirmou que a empresa havia sido fechada. “Crime contra Saúde Pública”, escreveu. Ele acrescentou que no Brasil há duas vacinas contra a Febre Amarela. A Fiocruz-MS produz a vacina da rede pública. Nas clínicas particulares a medicação é importada e produzida pela Sanofi. “Ao ser vacinado peça para ver a caixa, quem é o fabricante e o prazo de validade”, orientou.

A operação foi coordenada pelo Departamento de Investigações Criminais – Deic. Primeiro, a polícia foi na clínica cumprir o mandado de busca e apreensão. Depois, os agentes cumpriram o mandado de busca na casa dela, no bairro Travessão, em Dois Irmãos.

A polícia recomenda que quem tenha aplicado alguma das três vacinas na clínica que procure a Gerência de Vigilância em Saúde de Novo Hamburgo e a Delegacia do Consumidor do Deic.

Com informações do Portal Notisul

Comments

comments